20 de abr de 2011

Nossos Poetas






LUZ... na Escuridão!
Nídia Vargas Potsch



Malgrado as desilusões
e sonhos frustrados,
faça chuva ou faça sol,
esta chama
acesa permanece,
e estarei sempre
à espera...


Sonambula de paixão
quero despir-me
dos preconceitos,
das regras vigentes,
dos falsos juramentos
de amor ou não,
capazes de nos tornar
estranhas criaturas
praticantes de
coreografias profanas...


Agitada, murmuro
palavras desconexas,
e entre dentes digo:
amar sem ser amado
pode ser difícil de aceitar,
porém, sua falsa indiferença,
é pior de agüentar...


Se ao menos
você se preocupasse
com meus ais de desejos
ou minhas gargalhadas de aflição,
talvez, conseguisse
me sentir reanimada e segura,
a respeito dos seus sentimentos.
Você caminha devagar,
como se ré, fosse dar,
quando ao meu encontro, vem...





DESEJOS....
by Penhah Castro

Desejos que não tem idade
mas que assolam minha vontade...
Que escalam por minha emoção
deixando queimar meu coração...
Desejos que se juntam aos seus
e, que se tornam incontroláveis...

Um desejo de ser beijada
ao longo da minha estrada...
De ser abraçada
até confundir seu coração com o meu...
De ser penetrada até o fundo do meu ser...
De ser amada...
Muito amada....
Do mais lânguido amanhecer
Até o mais romântico anoitecer...
De amar sem nunca temer
ser rejeitada por você...
De fundir nossas vidas
pela eternidade por nós vivida...






Ah! O amor...
Priscila de Loureiro Coelho


Amor é dádiva especial
Que nos comove
Inebria...
Amor é dom imortal
Que nos envolve
Alivia...


Amor é mais que paixão
É alento
Fantasia!
É o pulsar do coração
Suave como é o vento
Leve como é alegria


O amor é sutileza
Delicadeza, verdade
Beleza que nos vicia
Amor traduz a pureza
Tem a cor da liberdade
É eterna companhia...





Olhar Pequeno
rivkahcohen


Acompanho
com olhar pequeno,
a esperança,
criança que amo,
que sequer aguardou um aceno
e ao horizonte se misturou, sumiu..

Debruça
sobre mim
uma realidade tão dura
que às vezes
me eximo de culpa por ser assim..





CONFESSO
Rogério Miranda
Poeta da paz


Confesso que choro.
porque sou humano
e carrego comigo um
sentimento escondido,
sufocado por uma estúpida
razão de viver....


Confesso que eu sobrevivo
respirando o ar poluído
de memórias que enlouquecem
meu mundo...


Confesso que Deus não tem culpa
por ter nascido,
neste tormento que é viver...


Confesso que ainda vou sentir
o sabor do prazer de viver
a honra e a gloria
do criador celeste...


Confesso que sou estúpido
por acreditar no amor humano,
este que correi e mata sem piedade...


confesso que ainda confessarei
a confiança de compartilhar
com a criação de uma
nova filosofia de vida.





TRISTEZA
( ROSE AROUCK )

Tristeza...
Lágrima acesa.
Incerteza
que brota em mar
e extravasa
pelas janelas da alma.
Tristeza...
Água sem beleza
que invade o sonho
e afoga o medo medonho
de nunca mais sorrir.
Tristeza...
Víbora que se entremeia
com a inglória farsa do porvir,
matando a alegria,
assassinando a euforia;
deixando-as inertes
sem forças pra reagir.
Tristeza...
Sentimento vazio,
sem luz, sem brilho,
que nos deixa assim;
tristes até o fim...





Angústia!
Roze Alves


E do nada, uma conversa amena.
O dia vira de cabeça para baixo,
seu sorriso antes tão feliz,
vai parar na sola dos seus pés.
Os olhos ficam embotados,
como se a névoa da tristeza, fosse tão espessa,
que você a conseguisse tocar ...

Meu Deus! Por quê é tão difícil amar?
Seu coração se contrai
A mente só emite sinais que você não quer ouvir.
Não quer porque não pode entendê-los ...

O buraco negro chamado angústia,
abre sua enorme boca em um sorriso cínico
e começa a lhe tragar.
Seu abatimento não permite que você lute.
E se deixa levar, como uma fumaça negra ...

Sua alma se esvai, cada vez mais fraca.
Nem consegue chorar ...
Quem sabe com lágrimas conseguíssemos?
Sim, comover a angústia e ela iria embora?

Ah! O que fazer? Como reagir?
Já resolvi. Por isso escrevo essa poesia.
Você pode nem entender, ou até de mim sorrir.
Mas a poesia, faz com que eu volte a me sentir
e todo esse torpor, sinto de mim partir.





Só Amor...
Schyrlei Pinheiro


Ah! Poeta,
como o amor doi.
Talvez, por nos virar
do avesso,
antes do começo,
no meio até ao fim.
Mas, em segredo, confesso
essa dor tão gostosa,
que sentimos na prosa,
a sós queremos, que ela
não encontre seu fim.
Sofremos, amamos, vivemos
entre dores, choramos, também
nossas lágrimas de alegrias,
que a verdade esconde
no coração, por amor!





SONIDOS
©SKORPIONA
Inés de la Puente Spiers


Sonidos arrullan mi alma y
elevan cual pompa de jabón:
sin prisa, sin tiempos.
Letras que fluyen,
incoherentes.
Pensamientos absurdos,
enjambre de carnes.
Es y no es,
soy y no soy.
Es la nada,
soy el todo:
soy.





INESQUECÍVEL!
Sol Lua©



Inesquecível...
Foi o dia em que te conheci...
Quando teus olhos penetraram os meus.
Quando teus passos, te trouxeram a mim.
Quando tuas palavras se fizeram ouvidas... Enfim.

Inesquecível...
Nosso primeiro encontro.
O primeiro toque, suas mãos em meu corpo.
Nosso primeiro beijo...
A paixão, o envolvimento... O desejo.

Inesquecível...
A primeira entrega, o carinho incontido.
Seu corpo revelando o querer já definido.
E assim o amor se fez mais presente e forte.
O êxtase revelando as delicias da vida, além da morte.

Inesquecíveis...
Momentos guardados na lembrança e na alma.
Caricias, encantamento que me alcança e me acalma.
Sonhos que me levam do passado ao futuro.
Planos de um "feliz eternamente" sincero e seguro.





CRISTAL ENCANTADO
Sueli do Espírito Santo


Com multicores brilhantes
como as estrelas cintilantes
é um cristal todo encantado
refletindo uma luz pingente
mais que um belo presente

É o símbolo de uma amizade,
repleta de carinho, de lealdade
gesto de alguém tão dedicado
terno amigo do mundo virtual
assim encantado como o cristal





AMA-ME!
Theca Angel


Ama-me,toma-me entre teus braços
Trás até mim outra vez a tua alma
Faz-me refém de teus doces afagos
Na cálida explosão de nossos corpos.

Toma-me e ama-me... como te amo!
Ninguém como eu lê a tua alma
Te entende e ao te ofertar meu amor
te aceita,mostrando-te minha alma poeta...


Te compreendo porque sou como você...
Ardente chama que não esmorece
ante os sopros que o inquieto vento
tenta em vão destruir o alento...

Ama-me como te amo, sem receios,
sem falsos pudores, com a inocência
da criança, a insensatez do amante
a voragem dos que vivem seus sonhos...

Nossos anseios tem em si a força
de um tufão que nos arrasta e faz
das míseras incertezas esfumaçantes
espirais a diluírem-se no espaço!

Amo-te...Hoje talvez mais que ontem...
Amo-te com a segurança de quem perdoa
de quem entende as desarvoradas loucuras
e que relega as desventuras e tormentas...

Vem amor...ama-me! Há em mim
a mesma chama que um dia acendeste
O brilho mesmo com que de nossas aventuras
aquecemos o peito em meio às tempestades!

Vem meu amado... Vê...a Lua espia-nos
e lá do alto envia os mesmos raios
a beijar-nos, prisioneira ciumenta de nossos desejos e entregas amantes...!

Ama-me...Amo-te! Que persistam os laços
que desde a eternidade nos ataram
e... se renovem ainda uma vez as promessas
tantas vezes repetidas nos nossos silêncios!





FANTASIA DE POESIA
Tereza da Praia


A lua bóia no céu.
A poesia, solta ao léu,
Voa entre rimas nuas,
E versos vestidos de romantismo.
Teus lábios beijam redondilhas,
feitas com a perfeição de armadilhas,
despindo a poesia de seu pudor.
Correm pelas veias, versos livres
escritos em monossilábicos gemidos.
Tudo é permitido.
A inspiração voa solta,
Envolta no véu da emoção.
Vestem-se a poesia com amor
E rimas preciosas
de agradável odor
e doce sonoridade.
Arde-me o corpo na luta
entre a poesia e o poema.
Ninguém salva a rima perdida
Na fantasia dos desejos da poesia.
Entre os braços do poema,
As palavras se espalham
entre o céu e o mar,
A terra e o ar,
No fogo da paixão do verso livre.
Versos brancos se misturam a sonhos coloridos.
A vida se faz poesia,
O amor se faz fantasia...
Eu, rima... tu verso...
Eu teu anverso
Tu, meu reverso
Minha verdada
E minha mentira.
Eu, rima livre da métrica
às vezes pobre, às vezes rica
Mas sempre uma preciosidade.
Tu, verso que me absorve,
Em ti me integro.
A ti me entrego
Na poesia da vida.





Ah! Esta Rima Amarga
Vanza


Então seria mais um amor
Mais um acontecendo só para rimar com dor?
Ah! esta rima amarga
Acompanha o meu coração!
Rouba-me os versos
A paz!
Resta-me a fé e esta oração
Pois quem negaria
Que de um só amor para sempre eu viveria?
Quem afirmaria
Que a esta rima amarga o meu coração sobreviveria?
Mas quem sonharia
Que mesmo assim por este amor eu rezaria?





Amor?
Wilma Lúcia


Não...
Massageastes meu ego
fazendo-me sonhar
timidamente voltar
ao passado, em que vivi.
Então pensei te amar...
Me alegrei, sonhei sorri!
Não posso negar que
tive esperanças
alimentando meu coração.
Eram mentiras que inventava
para guardar como lembranças
excitantes fantasias
somente loucuras...
Armazenadas na emoção
sonhando mesmo não sendo amor!
E como queria,
guardei no coração.

7 de abr de 2011

Homegam à Lilia Machado




Um Poema
Lilia Machado


Daqui a pouco
Já não sou mais...
Fui-me!


Ficam saudades
Que daqui a pouco
Já não são mais...
Foram-se quase todas!


E quem há de ficar a chorar
Pelos dias afora
Quando uma saudade restar?


Qual peito vai ficar apertado
A soluçar saudade
Que quase já não é?
Só um resquício ficará na lembrança...





Á querida amiga e poetisa Lilia Machado
no dia em que seria seu aniversário,
nossa homenagem.

Saudades.

Clube de Poetas.

Owner, moderadoras
e associados

07/04/11




Hoje não vejo mais seu sorriso cativante, mas ele ficou tatuado em meus olhos,
não tenho sua presença física, mas a terei eternamente em minha memória e em
meu coração, onde ficou gravada a doce lembrança de
uma amizade bonita e sincera.

Saudades, muita
Marilda




"Daqui a pouco já não sou mais" ... Ah amiga! Seu sorriso encantador, sua alegria, a energia que emanava dos olhos seus, o jeito brincalhão de ser... Você, luz especial que cruzou nosso caminho,
você que vive em nossas lembranças sempre será a nossa Lilia! Quem a conheceu foi tocada pelo
seu carinho e bondade, amizade qual nó do tronco que a distância não destrança...
Ficou a poesia... Ficou você!
Saudades!
Anna Peralva