28 de nov de 2015

IX ANIVERSÁRIO DO CLUBE DE POETAS

Como nasceu o Clube de Poetas !?
De um parto normal...
Tudo muito bem planejado.
 ----------------
 Depois de muitas e muitas conversas, depois de muitos gastos com telefonemas porque até então  não tinha o talzinho do Wat Zap....
Nascia o Clube de Poetas!
28 de novembro de 2006
Como se deu o planejamento?
 Máquinas e mais máquinas pra deixar o terreno nivelado.
Era terreno firme?
 Não se sabia.
Tinha certeza se era chão próprio para  o plantio?
 Também não se sabia.
Conversas conversas e mais conversas.
Afinal o que ia ser plantado (Poesias)  tinha que  estar com um solo muito preparado pra receber ilustres sementes( Poetas).
Seguindo  as palavras do escrivão Pero Vaz de Caminha , da frota  de Pedro Álvares Cabral, descrevendo a fertilidade do solo , ele disse:
" A terra é de tal maneira  graciosa e fertil que, em se querendo, dar-se-á nela tudo".
E asssim fizeram as meninas queridas...
 A  fita  foi cortada   e as primeira sementes foram , em terra rica , plantadas.
Com muita fé, união,   amor e perseverança,  as sementes  estão dando frutos!
Cada  Poeta que faz parte deste Clube, pode sim, se sentir um privilegiado.
Sementes e mais sementes começaram a chegar.(Poetas)
As primeiras sementes vieram com nomes de Eme, Marilda, Anna, Lilia, Zeliza.
Em seguida chegou outra  ótima  semente , Eire.
Logo  logo ,a semente  Eliana. Esta como as outras ,não veio com praga alguma.
A semente  deu bons frutos e ainda continua dando.
Cada chegada de uma semente(Poeta) era choro de felicidade . Uma alegria, mistura de grandes emoções.
Só elas pra medir a dimensão de tanta alegria .
Algumas sementes não se encontram mais com a gente.
Umas sairam e outras já não se encontram mais nesta terra.
Uma pena !
As que não se encontram nesta terra, estão batendo palmas pra nós, com certeza.


As primeiras semente de 2006  ,depois no mesmo ano, vieram as outras de todos os cantos deste mundo...
Meninas e meninos ,
pedi a participação do Marcial. 
Bah, deixei o Poeta quase louco!
Ele queria me dar um acróstico de outro ano.
Não senhor,mas não senhor mesmo, falei pra ele, bem braba .
Ai que pecado, não teve coragem de dizer um não!
 To com remorso!
 Marcial, querido amigo,
muito obrigada,viu?

Prometo te incomodar  nos outros anos.




Trabaho de Arte criação Augusta Burigo

11 de nov de 2015

NOSSOS POETAS DE A a G



Ausência...

Adelia Mateus


Por todos os cantos a solidão  permanece 
neste coração sem mesmo saber o que procura!

Talvez a falta de um amor que traga felicidade...

Ausência de calor humano ...

Silêncio ao acordar sem ter a quem dizer 
Bom dia...

Falta de alguém ao meu lado para 
dar e receber carinho, sentir prazer...

Nem sei se é isto mesmo que busco na vida...

Sei que o silêncio me sufoca...

A solidão me entristece...

O tempo passando muito rápido...

Que nem percebo se estou viva...

Nesta ausência triste repleta de solidão!






PERDI... PERDEMOS

Anna Peralva



Tantos detalhes perdidos,
numa estação só de trapaças
sonhos vão sendo interrompidos...


Tempo segue desatando nós
embaralhando momentos
e nos descobrimos tão sós!


Nem sempre amar é o bastante,
para manter viva a chama da magia
ou ser lume intenso, nas horas conflitantes.


Eu perdi a alquimia, você muito mais!
E esse seu olhar vazio não entendeu,
que se perdeu da paz!


Chorei o tanto que doeu!
Hoje a saudade é filete minguante,
pois o coração já entendeu...


Que pena! Um  sentimento tão bonito
agonizou entre as duras algemas,
de um ser-espírito inconstante e aflito!


Perdi... Juntos nos perdemos!
Sou um pedaço do inteiro
no silêncio das juras que fizemos.


Guardo comigo seu antigo olhar...
Aquele de menino anjo,
que eu tão bem sabia decifrar!


Só não foi perda total o verbo sentido,
pois não conhecer a nobreza do sentimento
acaba sendo, o pior dos castigos!




Se um dia...

Angela*Poesi@

Se um dia eu partir...
É que fui em busca de você...
Que aqui não te encontrei...
E sem voce nao sei viver...

Te procurarei em todos os lugares...
Nas noites..nas estrelas...na lua...
Que sempre foram tão nossas...
Ah!...quanto nos amamos...

Mas se em nenhum lugar...
Eu lhe encontrar...
Eu vou olhar em meu coração...
La você sempre estará...



Eterno Tempo

(Ariovaldo Cavarzan)


 Eterno tempo,
pano de fundo,
colcha e retalho,
encosta escarpada
e planície de flor,
precipício e firme chão,
sonho e realidade,
paz e ansiedade,
a embalar nosso amor 
no instante que passa
e na imemorial eternidade.


Eterno tempo,
água que escorre,
 imperturbável,
a esculpir desvario,
em sinuoso caminho de rio.


Eterno tempo,
vertigem engolfando 
marcas de solidão,
tatuagens de carinho
e cicatrizes deixadas
em quase-abismos de perdão.


Eterno tempo,
a um tempo carinho 
e a outro vibração,
lânguida lingua de mar,
a apagar da areia
vestígios de desilusão. 


Tempo-remédio,
tempo-vontade,
tempo-paixão,
tempo-saudade;
a um tempo desejo
e a outro saciedade,
permeando a inteira emoção,
de nos sentirmos um só,
na eternal compulsão,
para sempre guardada
no fundo do meu coração. 




Maria tá certa ou tá errada?

Augusta Burigo



 Maria  não  tá mais puta da vida . Affffff  !
 Maria,  feliz na internet entrou. Já esbarrou com "certas" pessoas e se decepcionou.
 Maria era mais pamonha.
 Maria continua pamonha, mas não tanto.
Maria formata quieta no seu canto.
 Maria jurou de pés juntos que não  quer saber se a Darlinha não se dá bem com a Norminha...se a Norminha não se dá  bem com a  outra fulaninha.
 Maria é da paz! 
 Maria é bocuda ,mas Maria é da paz. Conheço Maria como a palma da minha mão.
Só não provoque  a Maria . Com falsas e  fofoqueiras ela anda na contramão.
 Maria só quer se divertir. Maria gosta de repartir.
 Maria escutou desaforos e mais desaforos da Darlinha feitas pra  Norminha e a fdp da Darlinha agora  não é unha e carne com a Norminha?
 Maria se ferrou bonitininta? Não, que nada! Maria tá que tá acelerada.
 Outro dia falei pra Maria...  Se alguma t incomodar, cospe nela.Desprezo , é o que  Maria  faz.
Não provoque Maria, já falei...Ela é da paz .
 Maria não suporta ciumeira
 Maria deu um basta.
 Maria  não tem papas na língua.
 Maria quando tem razão, não mede o que diz.
 Maria hoje é feliz!
 Maria tá certa ou tá errada?




A VIDA

Beki Bassan



A vida não existe por causa de uma pessoa...
A vida sempre continuará existindo a favor de todos,
independente de qualquer coisa,
e se por acaso ela atingiu alguém,
certamente encontrará outros "alguéns"
para aliviar alguma mágoa.
No entanto, ninguém conserta erros de outrem 
em vidas passadas.
Cada um é um, é assim que devemos entender.
Quando algo ocorre independente de nossa vontade,
aguardemos pois mais a frente saberemos o porquê.
Não vale a pena se chatear ou ficar com mágoa
A vida é bonita e como tal deve ser vivida.




Mapa da ilusão

Cecilia Carvalho
Cel


Ontem tracei um mapa,
da minha vida, caminhos do meu coração,
por onde andei, por quem me apaixonei,
percebi que foi tudo ilusão ...
Nenhum deles sequer ficou guardado,
nenhum deles sequer ficou marcado,
nenhm deles é relíquia do meu passado ...
Lembranças, rostos, nomes,
formavam um mapa de ilusões
vividas por meu coração ...
E eu fiquei pensando,
o que ia levar da vida,
se não guardava emoções ..
Daí senti um vazio no peito,
como se lá dentro dele,
tivessem levado meu coração ...




AMOR

Cibele Carvalho


Eu não sinto solidão
nem tenho a vida vazia,
pois dentro do coração,
trago você, todo dia.




É ASSIM QUE TE AMO...

Cida Valadares


Como a descobrir as notas da canção,
Os reflexos das gotículas do orvalho
ao nascer do sol.
As cores de cada estrela
e os diversos sons do vento e da chuva, 
em noites de tempestade.

Como a entender o apelo 
de cada animal, no cio, 
como a descobrir o bailado
de cada pétala de flor, ao abrir...
O gorjeio de cada pássaro
e o burburinho das ondas do mar ,
quebrando na areia.
EU TE AMO ASSIM...

No revelar da natureza em seu momento
mais belo, mais secreto e mais misterioso.
Como a perceber cada ritmo das batidas 
de um coração descompassado,
em visita ao passado buscando
as lembranças, de um tempo feliz.

Quero alugar um lugar ao sol...
Para que não falte calor... ao meu amor.
Cobrí-lo com o manto da noite
e agasalhá-lo, em meu peito,
do melhor jeito que se descobre... amar.
EU TE AMO ASSIM...
Sei que não me engano...
É ASSIM QUE TE AMO




Minha poesia

Ciducha


Minha poesia é melhor do que eu...
não tem preconceitos
nem discriminação
verte sobejamente da alma
com o abono do coração.

Habita guardanapos
em mesa de bares
até na areia  da praia
enquanto as ondas não vêm
ela foge dos meus sonhos
para os pensamentos de alguém.

Satisfaz-se em ser poesia,
além do bem e do mal
Mas nunca por presunção
que tal vício não possui
porque não pretende nada
ela é forte, ela se basta....
Ah... e é pura emoção!...




Céu escuro

Delasnieve Daspet

.

Noite fechada.
O céu está escuro hoje.
O firmamento é um enorme circulo,
Salpicado de estrelas...
Uma noite sem luar.

.
A cidade continua brilhando.
Os carros não  param.
As crianças brincam;
Namorados abraçados, 
Luzes acesas...
Mas o céu estava escuro..

.
Céu escuro e estrelado...
Contrastes!

DD_ Delasnieve Daspet - Campo Grande MS, 23.01.14




SIMPLICIDADE

Elaine Ermel


No ensolarado dia que nasce,
a vontade imensa de viver a vida com simplicidade,
é sugestão para que sorrindo com olhos de felicidade,
eu tome o café da manhã no jardim,
estenda minhas mãos e recolha  os sonhos 
que moram dentro de mim,
solte-os ao vento, 
admire-os borboletando sobre as flores de jasmim,
para depois recolhê-los,  um a um, 
com a certeza de que mesmo que eu não possa realizá-los,
tê-los é uma benção.
Além disso, também me faz querer,
 sem prevenir-me do que possa ser bom ou intenso, 
sentir uma emoção que arrepie meu corpo inteiro...
Devaneio então que quando chegares, meu amor,
 me tomarás nos teus braços 
e o sabor de saudade que há nos meus lábios,
removerás com um apaixonado beijo! 




GOTAS DO CORAÇÃO

 Eliana Shir Ellinger


 Pensando em ti nesse momento,
 meu coração tão sofrido de saudades,
 vagando e gotejando pelo tempo,
 circula o infindo amor em minhas veias,
 num pulsar tão forte a divagar...

 Silêncio ingrato a sorver minh'alma inteira,
 meus olhos secos sem poder chorar,
 a solidão agora é minha companheira,
 no caminho que nem sei mais como cruzar.

 A cada gota, meu coração lacrimeja
 e se entristece ao não saber de ti.
 Murmurando baixinho aqui verseja,
 o amor tão grande que eu possuí.

 Te chamo e vou soprando ao vento ,
 teu nome pelos ares vou buscando...
 Em gotas pingando no meu pensamento
 saudades desse amor me atormentando.

 Minha boca não tem mais igual sorriso,
 nem meus olhos se iluminam com teu brilho...
 Sinto as rimas desse verso que componho,
 transbordando cada gota do meu sonho...




RECORDAÇÃO   

©Ferdinando Fernandes


No folhear das memórias esvoaçadas, eu diviso a
beldade da tua juventude como primavera ridente.
Essa beleza que venceu o império da minha fantasia!
 Adornavas-te em aroma de jasmim como ternos sonhos... 
onde as atrevidas borboletas alindavam o teu Ser.

Vieste como imagem de Deusa desenhando desejos
na magia do teu festim e no brilho do teu olhar casto...
esperavas-me no voejar de uma ansiedade impoluta 
benção terna como a brisa que me beija e se esvai 
num percorrer de memórias, ficadas no distante.

O aroma das palavras aquecidas, no fogo da tua alma
a noite desejada das nossas núpcias, feitas de sonhos 
celebradas no nosso entendimento em abafadas palavras.
A luz da vida despertou em nós as horas nunca vividas...
o aroma de teu corpo cobiçado, ficou somente em saudade
de memórias ficadas no nada, como abafados lumes! 
Venci a tristeza deprimente, abraçando o regaço da vida. 

Germany 13-07-07




Os sons do nosso mirar

George Alves


Voce vinha sorrindo
com passos ligeiros,
rebolando... seduzindo
com um vestido colado
enaltecendo esse corpo sonhado ,
me presenteando o ouvir
com ternas palavras sussurradas...
E nas noites de manto de prata
no ceu de pontos azuis bordado 
como o brilho de suas pupilas
de azuis piscantes,
tão brilhantes
como facetada safira,
como o encanto do seu sorriso,
e sua voz.. como doce cantiga...
Me abraça..me acaricia.
me amolece com seus beijos.
que me vêm primicias...
Ahhh... e a ternura dos suas mãos!
O afago do seu olhar? 
ao mirar os meus,
insinuando me entregar
todos seus segredos...
emoldurados por seus cabelos.
Me entorpecendo de desejo.
Me abraçando de sensações
cativando todos meus sentidos,
me dizendo...te quero,
iluminando minha noite,
nas chamas de suas caricias,
nas trocas dos desejos,
azuis...no manto prateado...

se aproxima devagarzinho....
me toma... me entrego...

Que falem todas palavras,
nossos olhos, no nosso mirar

Joe




Sem Remorsos

Gilda Pinheiro


Das minhas rosas, cairam as pétalas...
Ficaram os espinhos...
Com eles mais que o dedo, feri de morte o coração...

Século vinte e um...era da internet
Do mundo ágil e dinâmico....
Sem muito lugar para  o romantismo...

Tudo tão mecânico, frio, descartável...
E assim são alguns corações...
O meu está perdido ainda no século passado...

É romantico....
Sonhador...
Acredita nas pessoas e nas promessas...
Não guarda raiva, mágoa, nem mal deseja...

Mas chora...muito...se entristesse com a
indiferença, o silencio, o pouco caso...
Não consegue entender a rapidez 
com que sentimentos mudam...

Em como alguém tão frio
possa viver em paz assim...
Sem remorsos...



Trabalho de arte Marilda Ternura

2 de nov de 2015

Homenagem aos nossos saudosos poetas



 FALE POETA
 
 (Lilia Machado - 13/8/06 - 23:55hs)
 
 
 
Poeta, por favor, não morra!
Precisa-se de alguém que fale
E que ao falar, não erre...
Precisa-se de alguém que solte o verbo!
 

Poeta, por favor, não cale!
Por favor, fale... fale até perder a calma!
Mesmo que te julguem falho...
 

Ainda que pensem
Que é loucura sua... fale!
Esfregue, com lisura,
A verdade na cara deles...
 

Há retorta na vida deles
Só retorta... pra não verem
Que a fome persegue os pequenos!
 

Fale poeta!
E dos seus versos faça canto alto
Pra acordá-los desse sono...
 

Quem sabe
Ouvindo o canto dos seus versos
Despertem menos infames,
Quem sabe evitem a fome?
 
 
 

Palavras 0318 -
O solitário
Caio Lucas


O infinito é somente uma trilha de caminho escuro,
ele vivia sem metas, livre de limites,
mas o destino estava escrito nos passos, um a um,
mesmo quando os sonhos não te fizeram viajar,
não saberia o que esperar no próximo momento...


Ele pensa ser filho do vento de outono,
voa pequenas tempestades e vai entre mundos,
deixando marcas tatuadas pelos corpos,
fazendo amor como se fosse de verdade,
nem nas suas visões, nada fazia sentir prazer.


Na noite volta aos sonhos de um amor único,
caminha a madrugada em cada pedaço de sono,
procurando respostas, perguntando por ela,
deveria gritar seu nome, mas já não lembra,
do rosto ficou somente um pedaço da imagem.


Numa última tentativa apaga marcas d'outros corpos,
ensaia desculpas para quando a encontrar,
ainda espera que o passado fuja do seu futuro,
que os desertos prosperem em prazeres,
quando ela voltar um dia, para ser amor do depois...


13/04/2011
 
 
 
 
 
CHEGOU
 
Luiza Porto
 

Chegou assim, como um amigo
uma conversa gostosa.
Jeito moleque, atrevido
e fiquei assim...Dengosa.
 

Foi chegando
como quem nada quer.
E eu a imaginar
um fim de tarde de setembro.
 

Beijo roubado, gentil candura
soube chegar, quebrou barreiras
para vivermos uma doce aventura.
 

Foi encanto, acalanto
continuas moleque e atrevido
a enxugar com beijos, meu pranto.
 
 
 
 
 
VIVA INTENSAMENTE SUA
EMOÇÃO...
 
Penhah Castro
 
 
 
GRITAAAAA... Meu amor
e, deixa do seu coração sair
toda a tristeza causada
por ver a vida passar e,
você querer, merecidamente,
o melhor dela agarrar...
 

CHORAAAAA... Lava sua emoção
de todo o sofrimento de amor
que alguém possa ter plantado
mas que você nunca adubou...
 

SONHAAAAA... Porque sonho é alimento!
É projeção da sua vida...
È alimentar sua emoção
diante do amor que é oferecido...
 

MORREEEEE... A cada dia!
Na renovação enterra as decepções,
as tristezas, os medos que minam o coração...
 

RENASCEEEEEE... No seu lindo interior
toda a estonteante beleza
de um amor compartilhado...
De uma emoção viva e ativa...
Renasce para a alegria que você plantou!
 
 
 
 
 
REFUGIO DAS LÁGRIMAS
 
Rogerio Miranda
 

Nesta cachoeira de lagrimas,
onde encontro o secreto
desejo de me livrar
de um pesadelo, 
procuro um motivo
para libertar meus sonhos,
que acorrentou meu destino,
 

Dores de um espinho
da flor que não me deixa
esquecer a dor que carrego
cada vez que me lembro
do pesadelo que faz
parte de minha vida...
 
Refugo-me nas lagrimas
do presente,
para espantar
o delírio de um mundo
que maltrata
meu espírito...
 
Meu horizonte
é a fantasia do acaso
onde sua existência
se encontra perdida
nas lagrimas
que inundam
minha dor...


 
SAUDADES...
zelisa camargo

 
Saudade de doer.
Olhar o tempo e nada ver.
Procurar o tato e nada ter.
E querer chorar e nada pensar.
Saudade de doer ...
E essa musica lenta que traz você.
É esse toque suave em seu rosto.
É esse olhar que se perde na imensidão.
É sentir-se ai e estar aqui.
É perceber e nada entender.
É ouvir sua voz sem som
Falando em minha alma.
Saudade de doer ...
É querer voar e não poder
É querer findar e não conseguir
É querer ir, mas ter que permanecer
No aqui e agora, nesse momento de dor
Que lateja peito, que rasga alma.
É querer ir para casa, mas onde é nossa casa ?
E porque dessa saudade infinda?
Nada sei ...
Apenas sentir,
Deixar as lágrimas descerem ...ormir, acordar ...
Aqui é terra ainda.
Sonhar ...
E esquecer essa saudade de doer de você