domingo, 1 de dezembro de 2013

NOSSOS POETAS DE J a Z


Sem Ti  Nada Faz Sentido
-JRonaldo.JR-


A teu lado
Esqueço o passado
Sinto-me um Rei
Sem regras nem Lei
Os teus lábios de mel
Levam-me ao céu...

Sem ti nada faz sentido
Meu amor querido
És meu bem querer
Desde o amanhecer...

Este amor alucinado
Que te dedico apaixonado
Faz-me tão envolvente
querendo a ti somente.

Ficar sem ti ver
Nem passa pela minha mente
Quero-te como amada...amante
Dengosa...ardente
Esta menina voraz
Que tanto me satisfaz...



CIRANDAS DE AMOR ... E DE VIDA ...

João Paulo Cruz Santos

Zonzo



Quem nunca atirou
o pau no gato tô,
nunca pulou amarelinha,
nem brincou de esconde, esconde,
nunca entrou na roda da ciranda, cirandinha,
ou pulou no estribo do bonde ...?


Não teve uma infância completa,
nem repleta de felicidade,
quando toda criança era amiga
e todas sabiam alguma cantiga
que era natural da idade ...


Assim é na idade adulta!
Não adianta ser resoluta.
Sem conhecer as delícias do amor,
com toda sua dor,
com todo seu vigor,
não curtiu a maturidade com felicidade.
Porque é o que se busca
em qualquer idade ...

Fortaleza,10/09/2008




O RENASCER DE NOSSO AMOR

Jorge Humberto



Meu pensamento generoso te enobrece,
meu amor elevado ao mais alto de mim
em frondosos jardins, não te esquece,
tudo o que me dás e me fazes feliz assim.

Viajo estradas de sonho, para te encontrar,
junto à casa grande, onde tu resides,
fui descido a esta vida singular para te amar,
nos teus olhos de mel meus olhos incides.

Sei de cor o teu rosto, esbelto como não há,
conheço cada traço e o silêncio de tua voz,
no teu sorriso me perco – ele me achará,
onde a lonjura se faz, e somos enfim a sós.

Em cada poema que te faço, te enalteço,
visto-te de nardos e de lindos jasmins,
a mim me pertences e eu te pertenço,
com tudo o que trouxeres, amores e afins.

O que à sorte fomos buscar, nos é devido,
abraçados um ao outro, de tamanho encanto,
e sussurrando baixinho, ao teu ouvido,
direi do renascer de nosso amor, que é tanto.

30/06/11



Atração

Junior Pereira Almeida


Corpo insano que me atrai enlouquecido
Profana arte de amar-te loucamente
Profundo sentimento vivido com prazer

Ardor no peito que destrói meu pensamento
Desejo árduo de amar-te intensamente
Querer total de entrega de desejos

Encontro de prazeres desvanecidos
Corpos suados unidos por desejos
Carícias que envolvem nossas almas puramente

E, chegada a hora de partir
Lágrimas rolam na face de tristeza
Não por egoísmo ou ganância

Mas que em nossa bonança
São momentos únicos que nos fazem falta
E sua partida deixa um vazio em meu peito.


Vitória - ES
20/11/2012




cantando hino amor alegria

Lucia Trigueiro


Deus plasmou sopro divino
bendito jardim Jesus imaculada flor
pétala branca sutil amor 
cala minh'alma ao desamor
leva tormento dor

Jesus bruma angelical
perfuma esperança minha
espaço verde floresta aresta
adentra essência 

coração cantando melodia
aguçando-me harmonia
ajuda-me percorrê-la 
corrente elo humano

encantado nascer noite dia 
pai nosso ave maria 
Mãe de Jesus jorra goticulas água bendita
abençoando-me hoje sempre
Jesus grande dia será minha alegria
nascendo da paz sabedoria.




BRILHO DO LUAR
Luiza Porto


Um brilho, o luar
encanto de amor a espalhar
beleza fúlgida, límpida, transparente.
Tu e eu a amar.
Ah! O luar.




Música da Minha Vida
Luli Coutinho


Quando a sinto nas entranhas
Meu corpo destila cheiro de amor 
Nas cordas de uma guitarra solo
Enrosco-me e penetro as tuas mãos


Porque abraçada aos braços teus
Revivo os sonhos de fada e realeza
Retrato-me ao anil, azuis dos céus
Lençóis de nuvens, lírios da beleza


A luz da manhã ascende alvorada
Vinda da noite depois da serenata
Enigmas, que involuntária recorda
Que em mim do céu foi orquestrada


Não cessam, dias e noites, minha vida
Em que não te lembro azul sonata
Batendo minha porta e chamar...
Clamar, eterno canto, tuas notas dedilhar

21/06/10
São Paulo – SP





O AMOR ESTÁ NO AR 

Marcial Salaverry


Vejam como tudo muda,
como tudo fica belo,
quando estamos amando...
A natureza transmite sua alegria...
pássaros chilreando,
os campos mais floridos,
tudo se transformando...
É o amor que está no ar...
coisa linda... estamos amando...
convenhamos... é bom amar...




TARDE DE INVERNO

Maria Lucia Victor


Sobe do fundo dos vales
A névoa das montanhas,
Cobrindo minha vida como um véu.
Ao longe reverdecem outras cores,
Belas, mas sem flores,
Nessa tarde de inverno espectral.
No contraste  em vão espero,
Entre o verde e o cinza ,
Que nova primavera
Dissipe a neblina,
Para que eu possa
Reflorir de novo
Nos azuis-violeta das glicínias




Traga

Maria Luiza Bonini


Traga os teus lindos sonhos
para o teu hoje 
Esperam acordados o despertar risonho
deste lindo amor,
 que urge

Não espere nem mais um instante...
Clame para que tudo aconteça
Torne real seu viver amante
Sem mais espera,
 sem mais tristeza
Nem mais um instante...
Não se acovarde 
diante da beleza
Que supera, sempre ,
qualquer barreira
É o amor falando
- é  a natureza -
Ouvindo o  incesssante
canto da sereia
A te dizer, serena,
que o amor é tudo
O resto, de resto,
nada vale a pena

março, 2008




LUA, ESTRELAS & VIOLINOS

Maria Tomasia



Cai a tarde
e uma brisa suave
é trazida pelo vento,
levando-nos  ao contemplamento.
O céu cor de púrpura
mais parece uma gravura.
Ainda guarda resquícios
do sol ameno
que, com supremacia,
a terra aqueceu, durante o dia.
Por trás das montanhas,
agora se põe
e, em seu lugar,
a noite vai chegar.
No céu, as estrelas surgem
e uma soberba lua,
grandiosa e nua
se pode admirar.
O som dos violinos
pode-se ouvir
saudando a noite 
que acabou de surgir.
Se a noite não é de lua,
de suas cordas saem
lindas melodias,
para as estrelas, homenagear,
inebriando todos os casais,  
convidando-os a  amar.

22/09/10





Reencontro com a paz

Marilda Conceição


Chore!
Derrame todas as lágrimas sentidas.
Lágrimas que ao escorrerem em tua face,
curar-te-hão as dores ,
cicatrizando todas as feridas.

Chore!
Deixe que as lágrimas 
te lavem a alma.
apagando as amarguras, 
Te sentirás mais calma.

Chore!
Chore como uma criança.
Quando as lágrimas secarem,
avistarás a esperança

Sentirás a serenidade da paz 
no fundo do teu ser.
A felicidade  invadindo teu coração
Devolvendo-te a alegria de viver.

Chore...chore de emoção!
E finalmente sorria.
Reencontraste a paz!
O amor existe e, 
é da tua vida a canção.

RJ, 20/12/2005





Não... Não Chores!...

Marise Ribeiro



Amor, não chores por mim!...
Teus olhos,
Meus faróis neste sombrio mar,
Estão aqui para me guiar...
Não os deixem embaçar
A imagem do horizonte
Que a minha caravela
Traça agora como destino...
Abre um sorriso,
Amansa a tormenta
E me conduze ao teu porto...
Preciso fundear meu imenso amor
E me desculpar pelo desatino
De ter-me tornado pirata
Dos teus tesouros.
Retorno mais rica do que parti,
Pois transformei em ouro
Cada momento de saudade,
Navegado longe de ti.

07/01/08




Doadora do Amor

NEIDE ANTONIA M. DE OLIVEIRA

  

Um dia não estarei aqui neste corpo terrestre.
E que neste dia, eu seja lembrada como uma mulher que sonhou 
e acreditou em seus sonhos.
Sou doadora universal do amor!
Portanto, desejo que meus olhos possam fazer enxergar a quem nunca 
pôde ver o espetáculo da natureza na simplicidade de um pôr do sol; 
Que eles possam trazer romantismo aos corações entristecidos, 
por não conhecerem a beleza de uma noite ao luar.
Desejo que meu coração transborde amor no peito de quem possa amar profundamente, 
assim como sou capaz de amar.
Que este coração possa pulsar tanto amor, 
que seja capaz de sentir o coração do ser amado.
Que todos os meus órgãos sejam sementes de esperanças 
para aqueles que acreditam no milagre da vida; 
que o amanhecer deste alguém faça renascer a alegria 
que reflete o meu sorriso, como num rosto de criança.
O que sobrar de mim, que seja cremado e espalhado por sobre o mar...
Assim, quando a saudade te invadir a alma 
e a minha lembrança te trouxer lágrimas ao coração, 
as ondas dor mar tocarão o teu corpo suavemente.
Será a minha maneira de dizer que ainda assim te amo, 
e que o verdadeiro amor é eterno...
Porque sou apenas uma doadora universal do amor.


23/03/2007






Ensine-me Outra Vez, Amiga Lua!

Nídia Vargas Potsch



Assim ela se apresenta:
Noturno de ilusão, luz intensa
a nos cegar de paixão pela beleza irradiada,
com brilho renovado todos os dias...

No meu olhar, as cores da Existência
não passam de misteriosa força
dos dilemas vivenciados.
Aqueles que flutuam
e vagam de pensamento em pensamento...
Daqueles que nos fazem duvidar se valeu
um só dos sorrisos ou
das palavras verdadeiras de amor...

E destas infindas marés que vem e vão,
destes oceanos de lassidão,
uma doce saudade revivida,
recolhe o reagate de uma vida
num razante vôo sobre mim 
da linda Menina Lua...

Os anversos destes versos não me permitem
outro desfecho que seja este afinal. O luto!
Não os queria admitir, muito menos escrever!
Ainda bem que ela, em toda sua pujança,
me faz companhia, único consolo, 
desta madrugada desolada...
Único e derradeiro pensamento
enquanto presente ela estiver:
- Amiga Lua, será que algum dia,
conseguirei dizer novamente:
- Eu te amo?


@Mensageir@
Rio, 22/03/2012




UM MERGULHO NAS CORES

Penhah Castro


Mergulhei no Universo de Cores
e, eis que encontrei um paraiso
Longe de sofrimentos e de dores...
As cores de mim se achegaram
e, ruidosamente se apresentaram:

Eu sou o LARANJA 
e lhe dou uma base sadia....
Eu sou o AMARELO
e lhe dou alegria....
Eu sou o VERMELHO 
e lhe dou energia....
Eu sou o VERDE
e, saúde lhe trago...
Eu sou o AZUL 
e a harmonia lhe entrego...
Eu sou o LILÁS
e alimento a espiritualidade...
Eu sou o BRANCO
e absorvo tudo para você
junto seu corpo fisico,
seu espirito
e sua emoção
fazendo na sua vida um despertar de paixão....
Acentuando a compaixão no seu coração....




Caminhada de Luz

Rita Rocha

Depois de um retiro profundo
Sem esperanças de voltar
Meus olhos encontram no escuro
Um ponto de luz a brilhar...

Busquei lentamente, em silêncio.
Até a essa luz eu chegar...
Mas seu brilho era tão intenso 
Que chegou a me ofuscar...

Meus olhos com todo respeito
Tiveram que se baixar...
Porém dois braços estendidos
Estavam a me esperar...

Eram os braços  Sagrados
Que vinham me confortar...
Nos momentos mais difíceis...
Só Jesus pra me ajudar! 

Santo Antônio de Pádua, 15 de abril de 2010





AMOR MEU
( ROSE AROUCK )


Meu amor
venha de onde estiver
se acomode no meu coração
preciso de você
de seu carinho
de sua atenção.

Venha acalmar meu ego aflito
amor de tantos sonhos dito.
Meu peito arde por te querer.
Amor no mundo só tenho você.

Vem depressa me aquecer
espantar o frio que agora minha alma sente
Amor só você sempre foi meu somente
Preciso da tua presença
acalentando minha vida
deixando breve essa angustia reprimida.

Amor onde você está que não lhe vejo?
sabe bem que minha alegria está
na entrega do seu beijo
Então chegue agora sem demora.




Amor...
Ruthy Neves


Eu te amo... eu o amo... te amo... amo você.
Posso falar do jeito que eu quiser...
você não vai ouvir.
Tenho certeza que sente que é algo diferente.
Ele resiste apesar de tantos anos.
Não é amor comum.
Não é amor de ter.
É amor de sentir... de desistir...
para não ver o outro sofrer.
É amor de coração e alma.
Infeliz?... Não!
Não traz infelicidade.
É amor de quem sabe amar e não possuir.
É amor desprendido... solto... livre.
É amor amadurecido.
É amor para a eternidade.
É amor.
E vai ser meu sempre.
Desejos todo mundo tem... e é fácil acabar com ele...
é só permitir.
Porém o que vem da alma não se completa com o qualquer.
É escolher o que é bom para a hora certa...
sem fazer ninguém sofrer.
Amar sempre foi e será bom quando o retorno for bom de receber.
Sexo e amor andam juntos, mas não são iguais.
Ele é livre quando o "ser" é melhor do que "ter".
Ser companheiro...
Ser ouvinte...
Ser doado...
Ser amigo...
Ser fiel... sem imposições.
Ser correspondido...
Ser feliz comigo.
Daí então, pode-se dizer:
Eu tenho um amor que faz parte do meu,
e ele me faz querer ser perfeita para o ser querido.






A Noite Voltou
Schyrlei Pinheiro


O luar abraçou o vazio, 
encantou pensamentos,  
e, a sós,leva-nos a sonhar  
com as loucuras de amor

O coração viaja no tempo.
Amando, adormece sobre nuvens,  
que flutuam sem destino, 
à procura da eterna felicidade.

Sem ouvir a vida pedir, abraça-me; 
estou aqui, desperta, ao teu lado
vendo-te sonhar... seguir teu destino. 




Energia e Leveza

Shirlei Candido



Sinto dentro de mim uma energia
uma leveza uma imensa paz.
Como se fosse a suave e refrescante brisa da manhã
Como se fosse o canto dos pássaros.
Como se fosse o som das águas, o perfume
das flores, o barulho das ondas do mar.
Paz, serenidade misturada com sabedoria, que harmonia!
Esta energia que vem do mais profundo do ser, uma
energia tão indescritível, que dá a sensação de flutuar.
Como se eu pudesse sair voando sem destino, meus cabelos
esvoaçando com o vento, e meu corpo leve como a pluma.
Viajar nesta paz e nesta energia sem hora para voltar.
Esquecer o mundo lá fora, dos problemas, de tudo que seja ruim, e sentir
apenas esse energia, essa leveza, essa paz!
Paz tão profunda, que irradia esperança, alegria, felicidade.
Paz tão imensa, que trás vontade de sorrir,que faz com que você
não lembre de tristeza, solidão,carência, e sim apenas felicidade, amor, alegria, compreensão!
Às vezes faltam palavras para descrever tal energia, mas o que posso
dizer é que a respiração fica tranquila, o coração pulsa calmamente, e tudo
funciona na mais perfeita harmonia!




CHUVA DE AMOR

Sérgio Diniz Barros Guedes



Um sonho em poesia,
uma linda história
foi o que aconteceu
no nosso amar.
A memória gosta de lembrar,
da ânsia incontida
quando nos encontramos
em um dia chuvoso.
Dei-lhe carona no meu guarda chuva,
conversamos, rimos,
ela foi se secar no meu apartamento.
Com o coração quase louco
e o desejo aflorando,
beijei-lhe e fui ternamente correspondido.
Chovia cântaros,
proporcionando ficar mais tempo.
Terminamos indo para cama,
onde praticamos o verdadeiro amor,
com vontade e com uma paixão avassaladora,
olhos nos olhos, encantamento...
Era o mundo e aquele momento,
tudo pedi e tudo ganhei,
era o amar sem fronteira,
era o dar e receber a tarde inteira.
Ficou a saudade...
Onde estará a amiga oculta?
Se assim posso chamar...
O telefone que me deu
teima em não tocar...
Por enquanto fica a saudade
e a lembrança para eternidade...
Tenho esperança, ela voltará.




SOU ISTO E AQUILO

Sueli do Espírito Santo


Sou a alegria, sou a tristeza
da amargura, sou a ternura
que vem de minha brandura
sou a dúvida, sou a certeza

Na fragilidade toda impotente
murmurando meus queixumes
mas na escuridão busco lumes
sou a coragem toda imponente

Sou isto e mais aquilo, um tudo
valoroso em um cofre de prata
às vezes um nada, meio chata
e ainda eu me amo sobretudo



CORAÇÃO INGRATO...
       
Theca Angel
       
       
       
Porque trocarmos assim, palavras amargas
Se o que desejamos ouvir são só ternuras
O que fazer com o sentir que a alma afaga
Nesta noite a conceder-nos suas doçuras?.
       
Te amo tanto que não sei como exprimir
Esse querer que guardei sempre comigo...
Este desejo que em mim, silente, impera
E não me faz sentir-te mais como amigo.
       
Tantas impetuosas sensações aqui abrigo...
Diga-me que também acontecem contigo
E que tua alma, da minha não mais se aparta.
       
Porque me olhas assim e não me respondes...
Amor, sentimentos tão fortes não se esconde.
Diz-me palavras que à minh´alma são gratas...




Desilusão

Tarcísio Ribeiro Costa


As minhas noites já pederam o brilho,          
Meus sonhos têm um sentido distorcido,
Meus ares são tristes, vejo-me perdido
Na corda-bamba do desequilíbrio.

Anos passados sem rumo, sem destino,
Estou em um ponto, numa encruzilhada,
O tudo que é muito, para mim não é nada,
Meu viver ao avesso, inútil, bizantino.

Tudo, penso, pode ser desilusão,
Meus versos cimérios para quem os ler!
É um momento é de acentuada comoção.

Não me sinto bem depois de os escrever,
Amanhã não hei de mais estar assim, não,
Tudo farei p'ra mudar esse viver.

Brasília, 1.2.13





EU POSSO...

Wilma Lúcia 


Ser quem eu quero ser. 
Assim mesmo... como sou.
Tentando a cada dia crescer
Sentindo-me feliz por ser única...
Ninguém pode ocupar o mesmo espaço !
Reprimo, se é que tenho, meus talentos
e fantasias, e assim me desembaraço
de ser o que outros gostariam que eu fosse,
mas sim, o que eu, quero e sou...   
Não gosto  de sentir  a idade 
desfazendo  minha juventude, 
que o tempo vai gastando refletindo 
em todo meu ser, os dias que já vivi! 
Olho cada dia que passo, com humildade
com saudades tendo a virtude de reconhecer 
que essa história, que não sendo grandiosa
tantos desejos  realizaram  e posso bendizer
inesquecíveis amores,  sofrimentos, dores
mas  a tudo fui vencendo conscienciosa
ouvindo o coração dizendo para sempre amar...
É uma história, como tantas outras
que podem parecer... mas jamais serão iguais. 
Essa eu plantei e escolhi, e devo aceitar, 
pois eu posso escolher ser como sou  
agradecendo a Deus que permite minhas escolhas...
Assim vou continuando  minha vida
Escrevendo com minhas ações certas ou erradas,
sabendo que elas inegavelmente 
escrevem essa história  que simplesmente 
é só minha!!! 





Canto Triste

Zuleika


Olha!Estou aquí na solidão de sempre...
Trago comigo um coração doente...
Tudo mudou...foi num repente...
A vida ingrata me deixou carente...

Vejo o mundo, no tempo que passa,
no afago tôsco do roçar do vento...
Tudo sinto...nada mais tem graça,
sonhos giram num compasso lento...

Que viver é este? A pergunta escapole...
Salta como um rio em cachoeiras...
Grandes valas...tudo engole...

Vida acabou...foi-se a brincadeira...
A bruma mansa que me envolve,
num sorriso se fez verdadeira...


Trabalho de arte Marilda Ternura