terça-feira, 18 de abril de 2017

NOSSOS POETAS






Presente de amor 

Adelia Mateus



Pode ser um simples cartãozinho
escrito com muito amor...

Pode ser um buquê de rosas vermelhas
simbolizando o nosso amor...

Pode ser o seu coração embrulhado
em linda caixa de presente...

Mas que este presente venha
junto com você, trazendo seu abraço,
seu beijo, com muito amor e carinho.

Meu profundo desejo de Amor.


Adelia Mateus
Junho/2010




Você

Angela*Poesi@


Teu olhar diz muito...
Tua presença eu sinto...
Teu sorriso ilumina...
Teu abraço  aquece...

Teus carinhos são doces...
Teu cheiro eu sinto paz...
Teus beijos são ternos...
Teus pensamentos reais...

Teus desejos muitos sonhos...
Teus sonhos dividimos...
As emoções somamos...
Você é inesquecível...


Angela*Poesi@



ÉS O ETERNO!

Anna Peralva



Sou capaz de ler na luz do teu olhar

o despertar das labaredas do desejo.

Terna loucura de quem sabe amar

e não se contenta só com um beijo...



Corpos sedentos num leito revolto,

paixão em doce viagem na pele nua...

Nas carícias da noite um verso solto

recita em gemidos: - Sou tua, apenas tua!



Corpos famintos sempre querendo mais e mais,

comunhão de sentimentos liberando estesias.

Quando estou em ti reencontro o porto da paz,

o coração-poeta vibra, em ardor pulsam poesias!



Tuas mãos a me conduzir ao prazer de ser amada.

Entre abraços, a total entrega... És o eterno conquistado

que tempo algum desenlaça! Ès raiz, em mim entrelaçada! 



Contrato Rasgado

AugustaBS




Encostado no balcão , ele  não tirava os olhos  daquela silhueta que deslizava lindamente no meio do salão.
Que desejo de tê-la nos braços novamente.
Ela , bem alegre e animada  agora  dançava com outro sem perceber que tinha alguém a observá-la insistentemente.
Que mulher é esta que mexeu tanto com Sean?
Acabou o pequeno intervalo e  mais que ligeiro ele  tratou de convidá-la para dançar.
Depois de 6 anos  que ficou viúva , Lara quis a todo custo mudar de cidade .
Passeando pelas ruas da nova  cidade , viu  uma casa que estava a venda.
Os moradores , um casal de  queridos idosos   diziam  não querer sair da casa , já estavam nela  por décadas.
Pelo tamanho da casa, pela idade dos pais , o filho achava que devería colocá-los num apartamento de um tamanho menor.
Sean tinha suas razões.
Lara escutou por um bom tempo os queixumes do casal , falou que tinha adorado a casa e que se comprasse, eles poderiam ficar morando até o fim dos dias de suas vidas.
Por um bom tempo ia ficar no apartamento alugado, até fazer umas melhoras na nova casa , com o consentimento do casalzinho.
A casa foi negociada sem na hora a presença do proprietário .
 Contrato de compra e venda de um lado e dinheiro depositado na conta de Sean.
A amizade com o casalzinho estava  ficando  sólida e  por demais divertida.
E nada de se esbarrar com Sean.
Coisa esquisita.
Ela já estava achando que o filho não cuidava bem dos pais!
Primeiro baile  dela na cidade pacata.
Entrou no salão e chamou a atenção de Sean.
Tocava a música  Deixa Eu Te Amar  -Agepê.
Uma das coisas que os dois adoravam, era dançar.
Riam , rodopiavam pelo salão e uma vez ou outra as pernas de Sean roçavam nas de Lara.
O tempo passou, Sean não sabia ainda que ela era a tal compradora da casa e  não sabia  ela o nome do filho do casal,uma vez que seus pais chamavam por um apelido.
Sean chegou em casa e na mesa um contrato registrado em cartório dizia que a casa não pertencia mais a Sean ,mas que os mesmos moradores poderiam permanecer nela ...
Estranhíssimo  ele achou.
Mais outro baile e agora lá estavam os pais de Sean na companhia de Lara.
O casal era um pé de valsa, adoravam também dançar.
Foi ali que Sean ficou sabendo que era ela a compradora da casa ,mas não sabia ela que Sean era o filho do casal.
Sean ali mesmo no baile , ligou ligeiro  para o celular do pai e fez o mesmo jurar pra não dizer que ele era seu filho e que tratasse de falar pra sua mãe o tal pedido dele.
Quando Sean chegou na mesa, Lara tratou de apresentá-los.
Foram dançar e Sean disse ter visto o filho deles ali no baile.
Lara ficou toda agitada .
Ela temia de o filho não gostar de sua amizade com seus pais.
Tanta maldade hoje em dia!
  Lara estranhou muito  o filho não vir falar com os pais.
Sean então dizia que conhecia o filho do casal e que era uma pessoa ótima, da paz .Fez os maiores elogios ...
Sean era o máximo. Realmente  maravilhoso.
Intrigada ela disse , vou telefonar  pra ele!
Como telefonar para o filho se o filho estava ali ao seu lado!
Mais uma música e Sean enlaçou Lara pela cintura e conduziu-a  o mais rápido possível para o salão, a fim de fazê-la esquecer do telefonema.
As horas foram passando e seus amigos já estavam querendo ir embora.
Lara chamou um taxi, conforme o combinado e pediu para o motorista deixar o casal na porta da casa. 
Isso ela insistiu muito e Sean só ria .
O motorista conhecendo Sean ,achou estranho o comportamento de Lara que se mostrava muito mais preocupada que o próprio filho.
O tempo passou e outro baile. Era a diversão da pequena cidade .
Novamente Sean falou para Lara que o filho do casal estava ali no baile.
Telefone pra ele, minha querida!
Telefone discado...
No mesmo instante o telefone de Sean tocou.
Simplismente ele deu uma piscadela pra ela e disse, alo, quero te amar com sede na relva ,na rede, onde você quiser.
Contrato da casa rasgado e hoje os dois casais apaixonados vivem juntinhos na mesma casa.




Amo-te!

Ciducha


Amo-te!
Como jamais em tempo algum
amei alguém...

Amo-te hoje, como te amei sempre
além da razão,
com abono total do coração!

Amo-te...
desde o dia em que te ví...
e nossos olhares se cruzaram
e nossos corpos se atraíram
nossas almas se tocaram...

Foste o primeiro homem
a fazer meu coração acelerar...
Foste o primeiro a me despertar desejos...
Foste o primeiro a me fazer sonhar
Foste o primeiro... e sempre serás!

Amo-te desde então...
sempre vou amar.
E ponto.




AMOR

Elaine Ermel

Através da silenciosa  linguagem do  luzir das suas  estrelas,
a noite intui-me a concepção da magnanimidade, 
que há na essência desse sentimento,
dessa divina  força vital que derrama-se sobre o universo
manifesta também no teu angelical sorriso,
na sonoridade do teu riso,
no calor dos teus braços, 
como um poema que em mim se dispersa.




Na Praia

Eliana Ellinger



Naquela praia deserta,
quis apenas morenar...
Desnudei o corpo inteiro
para ao sol me bronzear...
De repente... que susto!
Revirei, cobri meu busto,
pois nem estava a  imaginar,
no calçadão quantos homens
iriam caminhar ...
Eles pularam prá areia,
famintos a me olhar,
tirando o par ou impar,
pois seria eu o prêmio 
para algum abocanhar...




DE MIM ?...


Ferdinando© Fernandes 



Para que falar de mim se não existo
Nunca fui o que pensava que eu era;
Sou a árvore outonal sobre o xisto
Pois a vida me roubou a primavera!

Do passado nada sei, nem a verdade
O olhar do futuro chega-me feroz...
Nunca soube a minha pura identidade;
Para dizer quem sou, me falta a voz!...

Quem me dera ser a razão no tempo,
Ver a vida sem choro e sem lamento,
Das palavras que me ferem em algoz...

Queria deixar escrita uma saudade,
Onde rejuvenesça o amor e a caridade
E que a vida seja luz pra todos nós...


Germany 24-09-14




AMOR DE VERDADE

JRonaldo-JR



Amor de verdade
Só deixa saudade
É uma verdade
Para sentir na eternidade

Nesse plano? que ilusão
Aqui pura paixão
Há quantas chamamos de querida
Em apenas uma vida?

O amor verdadeiro
Desabrocha com uma flor
Unindo material, espiritual e mental
Torna-se celestial

Esse não se define
Só o sente quem se une
É trascendental
Porque nao dizer universal...

Quando sua primeira intenção
For para seu irmão
Poderá sentir a integração
Do amor verdadeiro e da "união"

Ah!! o amor paixao?
Caminho para a evolução
Apesar da materia e cotidianos
Prevalece no maximo por sete anos

Não é necessario dizer mais
Que ouça quem for sagaz
Se não conseguir compreender
Pelo menos tente entender

Afinal, quem sou eu para definir o amor?
Talvez com sentir à distancia o perfume de uma flôr
Ou quem sabe os energéticos
Que se pode "ver" ou "sentir" nos arquétipos




À ESTUPIDEZ

Jorge Humberto



Pessoas insensatas, por demais mesquinhas,

Não conseguem ver o bem, para além delas…

A estupidez diz-lhes que são reis e rainhas,

Não se importando um segundo com sequelas. 



Parecem-se com pavões estridentes e vaidosos,

Remetendo para os outros toda a sua soberba…

Nunca por nunca aprenderam a serem cautelosos,

E como os porcos dão para engordar com a ceva.



Tenho para mim que são uns dignos anormais,

Importando vestimentas e carros a bel-prazer…

E nem sequer merecem o epíteto de animais.



Passam nas ruas convencidas de sua grandeza;

Dessem-lhes árduos trabalhos e o que fazer,

E assim, quais cordeiros, lhes fosse a esperteza.

09/11/07





Ah! que coisa

Hamilton Brito



AS VEZES EU ME PERGUNTO

COMO PODERIA TER SIDO

TIVESSE EU VIVIDO, OUTRORA

NUM TEMPO, QUE NAO O AGORA.

EM UM MUNDO HÁ MUITO IDO.

COMO? MAS COMO MESMO...

INVENTO OS MEUS PERSONAGENS

CRIO ALGUMAS IMAGENS

E CONSTRUO UMA HISTÓRIA.

ME FAÇO ENTÃO UM SOFRIDO,

ESCÓRIA, PERSEGUIDO,

AMANDO A PRINCESA DA CORTE.

COMO O MUNDO NÃO MUDA

SEMPRE HAVERÁ DISCRIMINAÇÃO

E, SE DA PRINCESA, QUERO A MÃO

COM DEUS  OU  COM O DIABO

VOU ENTRAR EM CONFUSÃO

E AI, ME VEJO DE HEROI

DISPOSTO A MATAR E A MORRER

EM DEFESA DO MEU AMOR.

ME VEM, N O SONHO O DESEJO

DE DAR O ÚLTIMO BEIJO

ANTES DA MINH¨ALMA ENTREGAR.

QUANDO MINHA BOCA SE APROXIMA

NÃO SEI QUE DIABO DE SINA

O TELEFONE SE PÕE A TOCAR

MANDO-O PRA PUTA QUE O PARIU

E VOLTO,DE NOVO, A SONHAR




A POESIA É ROMANTISMO

Marcial Salaverry



Poesia é romantismo, é sedução,
é como um combustível
que acelera o coração,
que acende certas chamas...
É descrever desejos ocultos,
é dar sentido a algo sentido,
havido ou desistido...
É deixar com o amor florescer
esta chama ardente
que fortemente a gente sente, 
e não se ressente,
esteja o amor ausente
ou presente,
e que isto fique assente...
Amor antigo ou recente,
do tempo não se ressente...
O importante é o que se sente...
Amor verdadeiro
rapidamente se entende...
Na alma, um sente as razões
do outro...
Um amor forte assim,
atravessa o tempo,
porque o que se sente
está acima de tudo...
Amores, sempre são amores...
Ora com flores,
ora com dores,
mas sempre amores,
em poesias descritos,
poèticamente vividos...




Vitória

Marilda Conceição



Um dia a vida lhe pregou uma peça,
lhe trouxe o temor.
Momentos de angústia,
tristeza e dor.
Mas seu brilho é forte,
não se apagou.
Você mulher guerreira, lutou.
Lutou bravamente com todas as forças!
Foram anos de expectativa.
Com fé, esperança, garra e coragem, você venceu.
Deus lhe amparou.
No céu da sua vida uma estrela brilhou.
Um novo horizonte surgiu
Você alcançou a VITÓRIA
e novamente sorriu.


Dedicado a querida amiga 
Tereza Cristina
Carinhosamente Tetê

RJ, 13/julho/2006




LEVITANDO...

Nídia Vargas Potsch

  

Rodeada de intensa luz em grande escala,
Cabeça erguida, sussurrante em oração,
Numa procura que o coração embala,
Entre gotas d'água espargindo celebração.


Incenso de Amor pelo espaço exala,
Sentimentos emanados do coração,
Melodias cantaroladas, como em mandala,
Pedindo ao Pai esteio e consolação.


Leve e solta no espaço entreaberto,
Alcançando total liberdade, explode
Livre das amarras que a sustém.


Por que nada a prende ou detém?
A Luz, por fim, a alcança decerto,
Com esperança de ir mais além...




NAUFRAGAR

Orlando Caetano



Naufragar 
no encapelado mar 
naufragar 
quase perder
o pé e soçobrar

Naufragar
precisar de uma mão
de um resto de navio
um destroço qualquer
para se agarrar

Naufragar
estar em contagem
decrescente
no limite do existir
na corda bamba
ao fim da margem


Naufragar não!
Morder a língua 
já seca e moribunda
para sobreviver
e suplantar a exaustão








EX-AMOR

Sérgio Diniz Barros Guedes



Murchou

no reinado

que amou.

Plantou

enraizou

e até hoje

participa

da família

que formou.




SONHO E FANTASIA

Sueli do Espirito Santo



Em um lindo sonho eu divaguei
na bela fantasia eu mergulhei
era tão bom, comecei e a sorrir
e eu nem queria mais acordar
para não ter que nada olvidar
o que vi de tão lindo no porvir

Mas eu acordei e vi a realidade
um mundo cheio da maldade
e, desde então, eu me imponho
ao invés de viver  só a esperar
 tento e busco sempre procurar
fazer o meu mundo mais risonho




Resignação

Vanderli Granatto


  
Balsamo pra sufocar desenganos.
Peço por caridade Senhor.
Curvada estou diante de danos,
Sofrimento em demasia causa grande dor.


Dobrei a esquina dos anos,
Desmoronaram todos os sonhos.
A cortina se fecha, encerram os planos.
A resignação com franqueza componho.


Revejo calada, o espelho da vida,
o percorrer deste longo caminho.
No dia a dia fui firme na lida,
abracei causas, doei carinho.

  
Surpreendida fui, negaram-me razão.
Sem tamanho ficou minha decepção.
Feriram com ferro e fogo meu coração,
sem piedade, sem entender minha condição.


Perdi pelo tempo o fio da esperança,
que enriqueceria o sonho deste coração criança,
Fortaleceria os laços de confiança,
traria bonança, harmonia, aliança.

 Não sou sábia para mudar pensamento.
Este pode evoluir a qualquer momento.
Aguardo resignada  exato entendimento.


Vanderli
Em 20/06/2012




FANTASIA!

(ZzCouto)

  

Não sofro a dor da saudade
e nem choro por ansiedade.
Sofro a dor da distância
por mais que sonhe
em abundância.
Quero dormir um sono inteiro
sem medo de pesadelo,
satisfazer a minha vontade
de amar 
e me fazer amar,
de querer 
e me fazer querer.
Fantasia... incrível a minha,
talvez exista apenas
na minha imaginação.
Gostaria de sentir
teus olhos sobre mim,
para somente do teu calor 
me satisfazer por fim...

RJ – Março/15


Arte Marilda Ternura