12 de mai de 2018

Homenagem as Mães


" Dia das  Mães, não é só um dia.
Ser Mãe é para toda a vida


Cumprimentamos com mais frequência aquela que nos deu a vida..."

Arte AugustaBS

10 de mai de 2018

POESIAS EM HOMENAGEM AS MÃES









MULHER MÃE

Anna Peralva


Desejo consciente

no amor presente.

Concepção do tempo,

semente de sentimento

adornando o corpo

em forma redonda.

Doação Divina
abençoando o ventre.
Bendita redoma
adubada pela ternura
da espera...
Nem é primavera,
mas o ciclo da vida
abre-se em flor,
renovação!

Mudanças...
Gotas de esperanças.
Cultivo todas!
Cativa do sorriso,
olhar inocente
que encanta!
Emoção pura!
Mulher mãe
sempre agradecida
pela benção recebida!
Para meus filhos
com meu amor!

ANNA




MÃE,
VOCÊ ME ENSINOU A VIVER!


ZzCouto 






Mãe, ergo a minha voz,
neste instante,
para lhe agradecer a dádiva da vida
que me deu...


Por você um dia ter-me
ensinado a ser forte pela dor
que indica os pontos mais falhos,
mostrando que é preciso optar por
rumos outros que me distancie do erro,
conduzindo-me à Paz.


Por você ter me ensinado
que o sofrimento e as decepções
batem à porta do coração
como mensageiros,
para nos mostrar que a Lei de Deus
é simples e certa, ampara,
com desinteresse e boa vontade,
fazendo perdoar com as batidas
do coração...


Por sua sabedoria, Mãe querida,
você ensinou-me a perdoar,
para me libertar do mal
e encontrar a Paz íntima
e a força moral para seguir a
minha jornada em constante
trabalho de Luz.


Lembro-me, minha Mãe,
que um dia você me disse

para a minha vida ser um Lírio de Luz,
mesmo que as dificuldades me obrigassem,
momentaneamente, a estagiar
no charco de preocupações e ofensas,
desilusões e injúrias...


Hoje, minha querida Mãe,
com os seus ensinamentos,
eu aprendi que o bem,
sem dúvida, não se cansa

e noite alguma consegue empanar
a força da alvorada luzente.

Obrigada Minha Mãe!


RJ - Maio/08

Poema dedicado a minha Mãe Adyr



MINHA MÃE, MINHA ESTRELA

Rita Rocha

Tu és a estrela que brilha
em noites de tempestade;
 fonte de luz que fervilha,
 vivendo em minha saudade.

A vida nos presenteou
 horas de felicidade,
que o tempo fotografou
em prol da posteridade.

Seguimos a mesma trilha
 de amor, carinho e bondade
e tudo o mais que a família
nos dera em fraternidade...

Dia das Mães, outra vez
não vou poder te abraçar;
o que a Terra-mãe desfez
"Deus Pai" vai recuperar.

Três letrinhas que, sem rima,
necessito, enfim, suster,
para ver se encontro o clima
do viver, não do sofrer!

Sei que o tempo vai, veloz,
mas não me deixa tão triste;
se a saudade surge, atroz,
esta filha, oh, mãe, resiste!

Monte Alegre, 29/04/2018




SAUDADE DE  MINHA MÃE

Marcial Salaverry

Demorou, mas reconheço...
De coração, teus cuidados agradeço,
pois sempre corria quando eu precisava,
dizendo que me amava...
Fizestes do amor o caminho,
para encher-me de carinho...
Sempre com seus cuidados,
e seus beijos ternos e carinhosos,
quando estávamos dengosos...
Mãe, doce palavra, que chega n'alma,
e que sempre na dor, nos acalma...
Mãe quero apenas te abraçar,
e todo meu amor lhe dedicar...
Desculpas venho lhe pedir,
pelas vezes que te fiz se afligir...
Mãe, antes tarde do que nunca...
Por que não disse que te amo mais vezes?
Mãe, onde estiveres...
Perdoe-me agora... tá?
Venha secar esta lágrima teimosa...
Marcial Salaverry





DE MÃES E AQUARELAS

Ariovaldo Cavarzan



Terno é o balé de trinchas e pincéis,
fazendo restar tons vibrantes e pastéis,
em telas de amor e de candura,
imitando afetos temperados em doçura. 

Está composto um ritual de encantamento.

Vultos diáfanos e luminescentes deslizam em cortejo,
levitando por sôbre perfumados canteiros.

Fragrâncias se espalham no ar e tudo ao derredor se encanta,
envolto em emanações que a saudade espanta.

Coloridas partículas flutuam, num balé de delicadezas,
coreografado ao sopro da brisa, fazendo acalmar incertezas.

Aquarelas representam filhos amados,
na intensidade do amor de Mães.

Brilhos são preces colhidas,
em jardins de corações,
depositadas em texturas de emoções.

Vermelho representa amor intenso;
azul, a paz do Céu reproduzida;
 verde, em  tons fortes ou esmaecidos,
imita afetos, vividos e esquecidos,
sinalizando limiares de esperanças,
em afiados cinzéis nutridas,
 e depois em frinchas esvaídas.

Matizes amarelos,
mais claros, ou mais belos,
simbolizam amados filhos especiais,
que, embora jamais esquecidos,
 ternos abraços não alcançam mais.

Difícil escolher dentre elas,
aquelas que se tenham por mais belas.

Matizes policrômicos sugerem flores, 
num festival de saudades e amores,
transformando virtuais pinturas,
em carinhos de afetos e canduras. 

Há serenidade em mais um alvorecer,
e é domingo, o segundo, em Maio,
em que tudo está a acontecer.

Há festa nos corações daquelas,
 que o doce mister das Mães sustém.

Há alegria no plano das que se foram,
e das que ficaram também.


Campinas, 13/04/2011




À MÃE (VIVA) QUE AMO!

Ógui Lourenço Mauri



Mesmo que nas veias de teus descendentes
Não circule o mesmo sangue de meus filhos,
Percebo em ti, sem maiores empecilhos,
Uma mãe de predicados evidentes.

És pai e mãe, mulher de duplo papel,
Tu forjaste bem, do ventre até o altar,
O que a sina maternal te pôde dar;
Coloriste a prole só com teu pincel.

Na aquarela do lar, és farta na cor
Da Fé e dos bons costumes, na bondade.
Emolduras quadros de felicidade;
Tão sozinha, com propósitos de amor.

No reduto familiar, dás segurança,
Tudo se resolve sob tua batuta;
Tu convocas à Fé, pões todos à luta,
Esfacelas ódio e vertes a esperança.

Face ao árduo papel com que sobressais,
Tu mereces receber de toda a gente
Aplausos de maneira diferente,
Dados no Dia das Mães... e no dos Pais!






À MÃE DE TODAS AS MÃES

Maria Luiza Bonini


A ti,  meu louvor, minha súplica e  minha prece
Neste dia, em que a todas as mães é dedicado
Para que, em ti, venham a encontrar alicerces
Na divina missão que em teu amor foi inspirado

A ti, meu louvor, minha súplica e minha prece
Mãe de todas as mães, da pureza sem pecado
Que, sob teu divino manto, recebam a benesse
Filhas mães e seus inocentes filhos abandonados


A ti, meu louvor, minha súplica e minha prece
Às insensíveis mães que rejeitam o dever sagrado
De acolherem em seu seio o filho por elas indesejado


A ti, meu louvor, minha súplica e minha prece
Às mães que se dedicam ao dever uno e supremo
Na experiência do amor-mór, incondicionalmente terno




Um Carinho   
  
(Indriso)



Reconfortante, abrasador 
Ora tão leve,
Ora tão protetor.

Agasalha com fervor,
Beija com suavidade
Abraçando em seu calor.

Sempre Mãe...

Protetora, anjo de amor.

Hilda Rosa




Obrigada Mamãe


Socorro Lima Dantas



Obrigada mamãe
Pela vida que me deste
Pelo teu amparo nas minhas quedas
Quando pequena aprendia a andar
E pelas palavras que me ensinaste a pronunciar !


Obrigada mamãe
Pelos ensinamentos tão sábios,
Que até hoje sigo, desde a travessa menina
Que mais trabalho te deu no percurso da minha vida
Eu Criança, menina, mulher, mãe, avó
Afinal, desde o meu desabrochar.


Obrigada mamãe
Pelas lágrimas que comigo choraste
Por aquelas caídas em meu rosto,
E com brandura enxugaste.
Pelo amor, carinho e dedicação
Que a vida inteira a mim cultivaste.


Obrigada mamãe
Pela alegria que sempre me dás
Pelo sorriso em teu rosto quando me vês
Pelo abraço leve e cheio de amor
Que recebo de ti ao te encontrar.
 

Obrigada mamãe
Por estar sempre ao meu lado,
Pela divina vontade de Deus
A tua força, o teu amor,
A tua grandeza, a tua pureza,
Eu quero sempre ao teu lado estar
E em teus braços, sempre me aconchegar.


Obrigada mamãe
Pelo teu amor, carinho e devoção !
Receba o meu beijo com afeto

De tua filha Socorrinho
Que te ama de todo o coração..



Arte Augusta BS











Maria, Mãe de Deus

Ciducha



Maria, Mãe de Deus
Vireis com um cesto de sóis,
os braços cheios de esperanças?
Bendita desde já
sois vós!

Trareis as águas
com que
lavarei minh'alma?

É nosso dia, me ajude!

Somos mães
e, também sou  Maria...
Arrancai essa dor
e essa saudade
do meu peito!
Para que eu possa
voltar a ser feliz.
Por favor...
Sois puro amor,
Maria, mãe de Deus,
olhai por mim e pelos filhos meus.

Ciducha

Santos/8/12/2008







Arte Augusta BS




Sidnei Piedade











Arte Augusta BS







Arte Augusta BS



1 de abr de 2018

Comunicado Especial! Maria do Carmos Costa





Comunicado especial!
Bom dia!
Hoje a minha mensagem é diferente
e foi muito difícil para escrever!
Nem sempre a vida segue como desejamos!
Por isso, depois de pensar muito,
cheguei a triste conclusão
de que está na hora,
mesmo contra a minha vontade,
de tirar o meu nome da Internet!
Sentirei saudades mil de você,
de sua atenção e carinho!
Sinto necessidade de uma pausa,
estou cansada...
magoada...
chateada...
irritada...
Nem eu estou me aguentando!
E , por isso não dá mais!
É um adeus, ou quem sabe, um até logo! 
Meu coração está partido!
Não esqueça de mim!
Perdão por alguma coisa!
Muito obrigada!
Valeu!
Quero também pedir perdão
por tomar o seu tempo ao ler este comunicado!
Acreditou?!


Quem caiu, caiu!
Primeiro de abrillllllllllll!!!
É apenas uma brincadeirinha!
Ficou feliz ou triste com a minha despedida?
Pra quem ficou feliz, envio beijinhos e um abraço!
Agora, pra quem ficou triste,
envio beijinhos carinhosos acompanhados de muito amor
e da minha sincera amizade!
Infelizmente você vai ter que me aturar
por muito e muito tempo,
porque amo o nosso mundo virtual
e além de tudo, amo você!
Como é bom ter alguém para amar!
Sabe quando deixarei de ser sua amiga?!
Só quando você me deletar!
Por isso,
um brinde à nossa amizade!

Tenho quase certeza de que você está rindo!
Acertei?!
Pelo menos agora
eu fui o motivo do seu sorriso!
Muito obrigada pela sua amizade!
Que seu dia seja daquele jeitinho que você deseja!
01/04/2016
SJDR - MG


19 de mar de 2018

NOSSOS POETAS DE R a Z




Néctar 

Rita Rocha



O fruto dos meus sonhos

é o néctar que minh´alma adocica.

São versos alegres ou tristonhos

em meu poema, este néctar vivifica.



Sonhando alto, assim componho 

tal criança, com o brinquedo alegre fica,

quando atinjo objetivo a que me proponho

é uma dádiva e  minha alma glorifica.



Não há somente felicidade neste ganho.

Muitas vezes na saudade tão retida

ficam sentimentos  amargos, suponho...

fermentando  o néctar de minha vida.





AMOR PROFUNDO


Sérgio Diniz Barros Guedes



Uma lembrança na memória

um sonho em poesia

num grande momento

de alegria,

esta é a nossa história,

um amor incontido

louco quase perdido.

Foram momentos e tanto

na junção do amar

e do encanto,

tudo feito com ternura

com brincadeira e aventura

sem dor e sem sofrer

só muito amor no nosso viver...






Por teu Amor

Sidnei Piedade



  Por teu amor meu coração suplica...pois não sei mais quem sou. Com sua imagem na 
imaginação vou fazer o sol chover raios de amor...minha linda flor, você é um doce ser, 
com seu jeito, seu beijo me fazem ser assim tão sincero e agradecido eu sou. Teu amor 
é meu tesouro a maior riqueza que um homem possa ter..pois sua dor é minha dor e por 
sua graça aqui estou. Teu amor me transformou e com a corda do cupido você me 
amarrou, teu olhar me captou pertenço a ti e você a mim. Por teu amor fui ao paraíso 
pedir a Adão e Eva  a maçã proibida para te dar com o maior prazer , sentimento lindo 
            quando existe amor....metade de mim  voce sou eu.                                                                                                                   

Texto_Sidnei Piedade 






Ah! Minha viola...

Socorro Lima Dantas



Enquanto o meu amor não chega,
pego a minha viola,
e com as letras da nossa canção,
vou soltando esta louca paixão,
que aperta este peito de saudade.
Vou desafiando o coração,
para desafogar a tristeza
que bate na alma sofrida,
e aos poucos,
vou iludindo a solidão.
Ah ! minha viola,
neste momento de dor, 
só você me consola !





AMOR AMIGO

Sueli do Espirito Santo



Quero uma amor mais amigo
que tenha a alma transparente
sincero, verdadeiro, tão somente
longe ou perto, sempre comigo

Que seja o meu seguro abrigo
meu companheiro permanente
forte, carinhoso e mui valente
me protegendo de todo perigo

Juntos, tudo isso compartilharemos
em uma entrega total com ternura
encontrada no amor que viveremos

Juntos, nós dois multiplicaremos
o sentimento que é uma doçura
e com uma taça, a vida brindaremos






MEU SILÊNCIO...


Theca Angel 


Ah!...Este silêncio que me envolve
Que trás à alma a paz tão desejada.
Os recônditos do coração absolve
Eterna busca pela vida tão sonhada!


Quietude, tranquilidade, momentos
De plenitude, quando os desejos
Acalmam-se e os sentimentos
Afloram na pureza de suaves ensejos.


Silêncio da alma, onde tranquila, a voz
ressoa em mim com tal intensidade,
Me fazendo crer em uma única verdade...


Verdade que brota do meu seio e veloz
Avoluma-se, se espalha por todo o meu ser
Fazendo-me só desse amor viver!


"Amor que surge quando, no silêncio se encontram
a razão e o coração e se confrontam!"





Raio de luz

Vanderli Granatto



Quando coração encontrou o amor,
ficou pelo tempo, a contemplar a imagem.
Tanto admirou!
E mirando, mil sonhos de felicidade,
sonhou.
O céu ao seu redor se abriu.
Nuvens passando, gaivotas voando,
barquinho no mar, o amor a encantar.
Beleza e alegria se misturavam,
num querer especial.
Suspiros pelo ar, mansidão no olhar.
Vestiu-se do sonho.
No silêncio, subjugado,
pelos anos, passou.
Enamorou-se pela vida sonhada.
Plena felicidade!
Fascínio impregnado no peito seduz.
Corações apaixonados. Perfeito deleito.
Mas como um raio que reluz, 
tudo passou, na velocidade da luz.
Sem guarida,  coração não mais encontra saídas.
Na solidão da alma o ciclo se fechou.
Sentimento no outro coração, não se fixou.
Nesta existência um sincero amor, não vingou.


19/01/2018
Botucatu/SP





Hoje

Yna Beta



Hoje eu percebi
a frieza em teu olhar
uma rusga em teu rosto
como lâmina a atravessar!


Hoje eu decidi
não mais me humilhar
não sentir desgosto
nem te acariciar!


Hoje eu resolvi
te castigar
destronar-te do posto
não quero mais te amar!


Hoje eu consegui
deixar as lágrimas rolarem
mesmo assim a contragosto
não mais me apaixonar!


Hoje, somente hoje!!!





Mãos

Yara Nazare



Mãos em união...
Poder, querer, perdão
Guiam em auxílio
Obreiras da escrita
Criam na arte
Provocam risos
E enxugam lágrimas!
Folheiam, manejam
Defendem e agridem.

Mãos, sustentação
Firmeza, direção.
No trabalho,
colhem os frutos.
E na luta diária,
saboreiam a glória!

Mãos, sensação...
Tão precisas,
no beijo da paixão.
Efusivas no aplauso
Alegres na chegada
Acenam tristes,
na partida!

São aflitas na angústia
E também na solidão.
Fazem carícias no afago
São contritas, na oração.
Indulgentes na bênção
Acalmam no abraço
Solidárias, acolhem
Ao outro, em profusão!

Ah, as mãos...
Tão altivas
No adorno dos anéis.
Na paixão, são idílicas
e líricas.
Na defesa, são fortes
Mas no amor, o que importa
É que sejam invencíveis!







O AMOR E O POETA! 

ZzCouto®



Quando o amor pousa 
no coração de um poeta,
a alma toca leve o chão,
as nuvens recebem o astral.
Voos rasantes fazem acrobacias,
roçando os lábios do ser amado.
Vive intensamente
 o belo romance,
mesmo que o outro esteja
do outro lado...

Mas, se o amor cair do infinito,
o poeta ajeita colando 
pedacinhos por pedacinhos.
Acomoda-o ao lado esquerdo
do peito e faz renascer
 a esperança colorindo
de tons de verde o arco íris...
E num toque de mágica
o sol brilhará sua imagem doce.
Aves cantarão melodias 
aterrissadas em jardins floridos,
 espantando a tristeza
e cultivando o amor
querido!





Arte Ternura