quarta-feira, 5 de maio de 2010


Sou assim...
Wilma Lúcia


Sou amante... sou toda mulher !
Não sei resistir ao amor, entrego-me
Creio, nos sonhos e fantasias ,
que vivem em todo meu ser.

Lembranças do que vivi...
É passado, passei passou !
Quero hoje o presente viver.
Gosto de sentir emoções
Gostosas sublimes sensações.

Sentir o toque, que incendeia todo corpo
Pois quando isso acontece há que se viver
intensamente essa real paixão
que acende desejos, mesclados de paixão ternura
e amor, onde não dá pra enganar...

Gosto de carinho, de flores.
Sentir o calor. de outro corpo
Sentir que sou amada
com incontida, paixão
de quem por mim, escolhido for !

É , eu sou assim...
dengosa amante do amor
que sai de meu coração,
que bate forte no peito
querendo viver de amor e paixão!!!


Olhes o vento!
vanza


Olhes o vento!
Cegando-me! Curvando-me!
Impedindo-me o andar!
Carregando os meus pensamentos para o além mar!
Desalinhando os meus cabelos
Fazendo-me confessar o meu amor...
Admitir a minha dor!

Olhes o vento arrastando a minha alma...
Matando-me devagar!

16/03/2008

terça-feira, 4 de maio de 2010


Ainda que seja ilusão....
Maria Antônia Canavezi Scarpa


Não posso ter medo de te amar,
preciso deixar, que esse sentimento aflore,
venha à tona ácido, denso,
queimando minhas entranhas,
rasgando meus veios, fortemente protegidos...
quero me machucar e sangrar,
somente assim saberei viver
com intensidade


Essa paixão se instalou rápida e forte,
acho que esperei por essa reação,
uma vida inteira, e agora que a tenho,
não importa o quanto ela possa me ferir,
preciso verter esse encanto e não tenho mais,
como retroceder e achar a saída,
só não quero regressar;
essas emoções tem fortalecido meus dias...
revigorado o meu ego tão doído.


Se deixo que meus olhos não durmam,
é porque não posso apagar,
as imagens que ficam na minha retina
todas elas, recheadas de você...
o coração queima de saudades,
não há mais, como secar as lágrimas,
se tudo que quero e preciso
é do seu calor no meu amanhecer

domingo, 2 de maio de 2010


Caminhos

Tereza da Praia


Onde estou?
Não me perguntes.
Eu não sei.
Estou por onde a vida me levou.
Perdida pelos caminhos das procuras
Pelas trilhas da loucura
Pelas estradas de não se encontrar
Nos ermos do não amar.
Queimando-me no sol
de paixões infrutíferas
Domando meu coração de fera
Lançando ao mar das ilusões meu azol
Usando a isca da fantasia
Pescando inspiração para poesia.
Conquistando meus espaços
Conhecendo-me na solidão
do meus braços
Na sequidadão de meu lábios
No vazio do coração.
Estou por aqui,
por ali, por acola
Por onde os caminhos
da vida me levar.


Série : "Qualquer prazer me diverte".
Carícias....
Theca Angel


Acaricia-me...Toca meu rosto
Com as pontas dos dedos
contorna meus sonhos
Desvenda de meu olhar os segredos...

Segue por sobre meus lábios
o sorriso que ali nasce
Atiça com ternura o fogo
que entre beijos, das brasas renasce...

Vem...Toca com o veludo de tua mão...
minha nuca...meu pescoço...
e através da vertigem de meu colo
atinge...o recesso de meu coração!

Sinta o compasso suave que ecoa
a por toda a minha pele ressoa...
Circunda as colinas de meus seios
Guardiões tímidos de meus anseios...

Envolve-me em um abraço...
Deixe que eu me achegue
suave e fremente
e também te envolva com meus braços...

Dance comigo a música dos amantes...
A noite desce sobre nós seu véu
onde faíscam tremulantes estrelas
Refletindo em teu olhar amado...centelhas...!

É meu corpo que reclama tuas carícias
É minha alma que com ternura atiça
teus mais delirantes desejos...
Vem...sei quão envolventes são teus beijos

Há suavidade na brisa que nos inveja
na lua que enviando seus raios
nos alveja com etérea luz