domingo, 27 de dezembro de 2009


SAUDADE ...
Zuleika


Um pássaro piou dentro de mim ...
Piou mansinho ...piou saudade ...
Saudade da minha alegria ,
que, de repente se foi ...

Feito o cantar do passarinho,
meu viver ficou sozinho ...
Chora rios na escuridão ...
Tristeza machuca o coração ...

Calada na solidão,
medo não tenho não...
lembranças me dão a mão...

Em vão chamo baixinho,
aquele que foi meu carinho,
lágrimas escorrem ... não vem mais não...

AMAR!

Wilma Lucia

Na vida encontrei
muitos...muitos amores,
sem nenhum realmente amar...
acreditando, querendo acreditar
que estava em verdade amando!

Só passavam por minha vida...
Sem que eu reparasse
que o maior sentimento, eu mesma
sem querer, com meu frívolo coração,
pisava sem sentir...

Será que vivi?
Ou na verdade não encontrei...
O que pensava ser amor
sendo uma simples paixão
sempre enganando meu coração

Deixei a vida passar...
sem marcas de amor deixar.
Mas agora eu sei, vale a pena amar:
Não deixar que nada possa roubar
a beleza de um amor brilhando no olhar

Vida, não existe se não houver amor!
Dar esse sentimento maior, brilhando
iluminando, emanando
o perfume da caridade
da beleza da humildade
não se importando
em nada receber, somente
Amar...Amar.. Amar!

A Solidão Poeta Meu!.. A Solidão...
Vanza


A solidão que paira em ti
Paira em mim também!
Como uma vasta nuvem que encobre o céu!
Nubla o teu olhar
Engana o meu olhar!
Para que não nos encontremos
Quer sobreviver a solidão!
Em nossos corações!
Quer os versos teus, quer os versos meus
Quer as noites frias em nossos pensamentos!
A solidão também tem um coração!
Que ama intensamente estas sofridas poesias...
E, não quer nos abandonar!


05/08/07


Parte de mim... Um pouqinho assim...

Recorda-te de mim
sempre assim,
Como uma ave, sem pouso
Livre de amaras.
Lembra-te de mim, diferente
Porque a memória do amor
não tem fim.
Não temina com o passar dos dias
Nem com a solidão
que ficou com peso de chumbo

Não te esqueças de quem que passou,
Deixou parte de si, levou parte de ti...
Não chorou a lágrima,
Não pronunciou a palavra,
Apenas olhou...
Lembra-te desta ausente,
quase presença contante
na fantasia.
Recorda-te da música não cantada,
do verso não escrito...
Do sonho não realizado.
Do amor não vivido,
suspenso no instante
que continua...


II

Lembro-me de ti
quando os raios da lua
entram pela janela
clareando o quarto,
as paredes guardiãs
de nossos segredos.
Recordo-me de ti,
quando o vento traz
o cheiro de ipê
da cidade morena.
Queres saber,
Lembro-me de ti
embora teime,
cada dia, em te esquecer.


(Tereza da Praia)
Série: Segundas Intenções.
Trabalho de arte: Tereza da Praia

POESIA BROTADA DE TI ...
Tania Renato


Algumas vezes eu disse:
Sou poesia! Eu me enganei!
Eu sou apenas poeta
com olhos de ver poesia
pois tenho olhos de amor.

O amor que há em mim se espalha,
sai derramado pelos olhos,
nos sorrisos, nas palavras,
vai contaminando tudo
e tudo vira poesia.

Sim, são olhos de poeta.
Sim, são olhos de amor.
O amor que tenho por ti
faz poesia em minha alma,
me faz poetar sem sentir,
me faz escrever poemas
que brotam do amor em si.

AMA-ME!
Theca Angel


Ama-me,toma-me entre teus braços
Trás até mim outra vez a tua alma
Faz-me refém de teus doces afagos
Na cálida explosão de nossos corpos.

Toma-me e ama-me... como te amo!
Ninguém como eu lê a tua alma
Te entende e ao te ofertar meu amor
te aceita,mostrando-te minha alma poeta...

Te compreendo porque sou como você...
Ardente chama que não esmorece
ante os sopros que o inquieto vento
tenta em vão destruir o alento...

Ama-me como te amo, sem receios,
sem falsos pudores, com a inocência
da criança, a insensatez do amante
a voragem dos que vivem seus sonhos...

Nossos anseios tem em si a força
de um tufão que nos arrasta e faz
das míseras incertezas esfumaçantes
espirais a diluírem-se no espaço!

Amo-te...Hoje talvez mais que ontem...
Amo-te com a segurança de quem perdoa
de quem entende as desarvoradas loucuras
e que relega as desventuras e tormentas...

Vem amor...ama-me! Há em mim
a mesma chama que um dia acendeste
O brilho mesmo com que de nossas aventuras
aquecemos o peito em meio às tempestades!

Vem meu amado... Vê...a Lua espia-nos
e lá do alto envia os mesmos raios
a beijar-nos, prisioneira ciumenta de nossos desejos e entregas amantes...!

Ama-me...Amo-te! Que persistam os laços
que desde a eternidade nos ataram
e... se renovem ainda uma vez as promessas
tantas vezes repetidas nos nossos silêncios!

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009


VENTO AO ENTARDECER
Sueli do Espírito Santo


Sopra o vento ao entardecer
soprando uma suave melodia
anunciando um novo anoitecer
despendido-se de mais um dia

Esse vento calmo e melodioso
é o mesmo vento do passado
na saudade ainda é lembrado
um grande amor maravilhoso

Longe o vento chora suplicante
espalhando no ar uma nostalgia
transformando o meu semblante
vem um poema, quase uma elegia


Como Eu Te Amo
Sol Lua©



Difícil de explicar este amor.
Que chegou assim tão de repente.
Um dia vi você em minha frente,
E um jardim se abriu em flor.

Como Eu Te Amo.

Sei que é difícil de acreditar...
Minha alma se alegra a aceitar.
Meu corpo... Só quer teu corpo...
Para livremente te amar.

Das letras você é minha poesia...
Preferida, em todas estações.
Te dedico minha vida
Minhas palavras e emoções.

Como Eu Te amo.

Até dói um amor assim...
Quando não te vejo,
é uma saudade sem fim.
Com você conquistei a felicidade.
Com você vivo a mais linda realidade.

Você é minha verdadeira paz...
Amo amar você...
E toda alegria que me traz.

Se as palavras não te dizem nada.
Pegue meu coração...
Minha alma... Meu corpo.
Me leve em tua caminhada.
Você sempre será meu amor.
Quero assim ser tua eterna amada.

terça-feira, 22 de dezembro de 2009


PENAS DEL AMOR

Esta pena que me agobia
ha resquebrajado el corazón
que enceguecido por amor
hizo caso omiso a la razón.

No soporto su silencio
pienso en él constantemente
su presencia imprescindible
hace intolerable esta soledad.

Cómo hacer para olvidar
y arrancarlo de mi mente
amputar de raíz este cariño
que provoca tanto desconsuelo.

Si pudiese zarandear mi corazón
expurgar de todos sus pesares
conseguir que emerja airoso
y presuroso siga por el mundo.

A partir de este momento
cerraré mis puertas al amor
pues soy reacia a concebir
esa extraña relación amor/dolor
que siempre traen consigo
las penas del amor.

©SKORPIONA
Inés de la Puente Spiers


Um Dia de Sol


Quando o sol surge, prenunciando a manhã,
traz a partitura composta durante a noite
para a orquestra do dia e da natureza cantar.
Na esperança que o hoje
seja uma romântica canção.
Onde as flores recebem o carinho delicado das borboletas,
que pousam suavemente em suas pétalas .
Então o sol irá se recordar do eclipse
que até as estrelas se enciumaram.
O Sol encontrou na Lua a fonte de sua inspiração
e cada vez que a procura e não a encontra,
na noite são as estrelas
que transmitem a ele notas musicais para sua canção.
Neste dia o brilho ficou mais forte.
E uma flor...
...e uma borboleta se encontraram em carinhos.
Assim o Sol,
no crepúsculo entregou toda a harmonia e encanto da natureza para a Lua,
que chegaria em seu reinado de Deusa.
Ainda numa réstia de brilho,
ele pode contemplá-la à distância
e fortificar ainda mais o seu amor.
Carinhosamente

Ruben Alves Vieira

A Mesma Saudade
Roze Alves

Tarde preguiçosa!
Rede a balançar!
Olhar trazendo para perto
tudo... que tão longe de mim está.
Saudade... É isso!
Esta tarde cheira a saudade
de sons, cores e toques...
Nesta mesma rede
hoje desbotada e rota
quantas vezes
lhe beijei a boca!...
Seu rosto feliz, olhos a brilhar...
Quem não poderia em um futuro acreditar?...
Será que esse pássaro é o mesmo?
Ele ficava a nos olhar...
E, de peito inchado, cantava feliz
por estar ao nosso amor embalar...
Pobre pássaro! Seu canto silenciou
assim como aquele ardente amor.
A vida o levou e, aqui estou!...
Hoje nem mais dor restou.
Dividindo a rede com a solidão,
eu nunca consegui tirar você
do coração!


RJ - 06/03/2009

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

POETA, SEMEADOR DE ILUSÃO
ROSE AROUCK

O poeta tem a beleza
na ponta dos dedos
e a magnitude
na mente.
O poeta não mente,
sente...
e transmite,
como quem
viaja
na quietude
dos astros
que povoam o infinito.
Jorra por sobre a Terra
o seu grito
de amor,
de dor,
aflito...
Ou com a esperança
que o mundo se livre
do seu conflito.
O poeta é um condutor
e semeador
de ilusão.
É um estrábico letárgico
que acelera
enfático
os passos de um coração.
É sublime em sua sensação
e nos transforma
em seres que reforma,
dentro de um universo
e transtorna
a elegância de
uma emoção.

domingo, 20 de dezembro de 2009



A FORÇA DE SEU AMOR

Senhor,
na força de seu amor,
venho com os olhos
cheio de lagrimas
pedir...
Mantenha,
meu coração puro,
mantenha-me longe
de onde houver egoísmo,
para que eu possa
sentir sua presença...

Senhor,
liberte meus medos
me fazendo enxergar
a vida com os olhos
da fé...
e onde houver
paz, que eu me encontre
com meus sonhos...

Senhor,
entrego minha vida
em suas mãos,
e abro o templo de
meu coração
para conhecer
a verdade
de seus ensinamentos...

Senhor... que meus dias
sejam, a fonte de inspiração
onde o amor,
brota, na compaixão
e na fraternidade
que suas palavras...
e me deram liberdade
para que
a minha vida seja
uma oração...

Rogerio Miranda
Poeta da Paz



Palhaço
Rivkah Cohen

Sou um palhaço...
Sorrio quando tenho vontade de chorar,
mas cubro meu soluço
com gritos e cambalhotas
...de alguma forma procuro extravasar.


O mundo não quer ouvir sobre dores,
já tem motivo demais para chorar.
Por isso, senhoras e senhores:
Quem caiu, trate de se levantar!


Se mirem no palhaço
que por tropeçar
o povo acha graça
que se pinta para disfarçar.


Seja também um palhaço,
deixe só o sorriso estampar.
acendam as luzes,
rufem os tambores!
Só as alegrias devemos somar!



Ah! O amor...
Priscila de Loureiro Coelho

Amor é dádiva especial
Que nos comove
Inebria...
Amor é dom imortal
Que nos envolve
Alivia...

Amor é mais que paixão
É alento
Fantasia!
É o pulsar do coração
Suave como é o vento
Leve como é alegria

O amor é sutileza
Delicadeza, verdade
Beleza que nos vicia
Amor traduz a pureza
Tem a cor da liberdade
É eterna companhia...




UNA FURTIVA LACRIMA.....
by Penhah Castro



Uma lágrima danadinha,
resolveu dos meus olhos cair
escorrendo bem mansinho
pela minha face surpresa...
E, me deixou a questionar...

1
Talvez fosse um suave recordar
da luz brilhante & constante na minha vida
quando com tanta corajem abria meu coração...
Ainda guardo na lembrança
somente o amor vivido
nunca o amor sofrido...

2

Talvez pela saudade incontida
de sentir você chegando devagarzinho e,
enchendo o meu coração de uma claridade divina....
Do seu sorriso de felicidade,
da sua voz tão animada...
Da esperança que nunca acabava...
Do meu presente maravilhoso ,
mas longe do seu amor....

3

Talvez por ver meu irmão
morto no chão da vida
e, ser tão impotente na minha guarida....
Por ter que sentir " medo"
não por mim, mas por meu irmão indefeso....
Pelos que tentam nos proteger
e, morrem no cumprimento do dever....

4

Talvez uma sombra da tristeza
de não poder ajudá-lo meu amor
a tomar decisões que tanto o beneficiarão...
Por querer ser um raio de sol
iluminando o seu mundo obscuro...
Por querer a beleza da lua ter
para o contemplar sempre sorrindo....
Por querer satisfazê-lo plenamente
e, eternamente.....
Pelas caricias ousadas suando sob seu corpo,
estremecendo de um insano prazer...
Fazendo uma festa diária de alegria,
um mundo de fantasia...

5

Esta lágrima também mostrou a saudade,
a dor das perdas, o envolver das maldades
que nascem nos corações
e ao cair das lágrimas levam emoções contidas....
Hidratando nossas vidas
para colher bons momentos
recuperando o amor,
a juventude dos sonhos,
a força para reviver uma grande paixão...

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009


CANTO SOLITÁRIO!
Nídia Vargas Potsch


Não há pior canto
do que o expresso
pela dor de uma saudade ...

O Coração geme aflito
no meio da noite sem fim.
E palpita enregelado
num ressonar magoado
profundamente estranho
que ecoa frio e só,
no escuro da madrugada ...

No silencio deste canto
solitário e ressentido,
que se desfaz
em pranto de dor,
ouve-se ao longe
gritos d´alma abafados
das lágrimas que rolam
no travesseiro,
de um ausente amor ...



CANTO DE JÚBILO!
Nídia Vargas Potsch


Não há canto mais lindo
do que o expresso
pela alegria contagiante ...

O Coração dispara esfuziante
dia ou noite, a qualquer hora.
E palpita eufórico
num ressonar único
profundamente realizado
que ecoa a milhas distante,
no meio da madrugada ...

Na alegria deste canto
especial e incontido,
que abre sorrisos
e lágrimas de felicidade,
ouve-se ao longe
outro coração pleno de amor
que em uníssono lhe faz coro,
em seu travesseiro,
repleto de calor ...

Refeito em;
Rio, 04//05/2009

DELÍRIOS DE UMA PAIXÃO
Neide de Oliveira (Cigana)


Se eu pudesse mergulhar no verde do teu olhar,
Invadir o teu ser e chegar ao infinito de nós dois...
Se eu pudesse te encontrar neste meu abandono,
Te fazer sorrir e te dar todo o carinho que guardei pra ti.

Por tanto tempo te procurei pra te amar,
Te encontrei e te amei...
De uma maneira tão linda; tão minha ,
Que ninguém jamais te amará como eu.

Noite passada te amei em sonhos,
Me entreguei a teus desejos
E na loucura desta paixão pude sentir
O calor do teu corpo, o sabor dos teus beijos...

Mas ingrata foi a noite que se foi
E trouxe com ela o amanhecer
Despertei e a saudade foi tão grande
Como eu queria te ter!

Por alguns momentos
Me senti amada como antes,
Alucinações de uma divina amante
Que só quer saciar esta sede de você

Vem...
Mata o meu desejo
A vontade dos teus beijos
A saudade do teu corpo
Quero marcas de amor nos lençóis

Vem ...
Tira da minha vida essa vontade de você
Deixe que eu te faça o mais feliz dos mortais
Transforme nossas vidas no mais belo amanhecer.
E não me deixes nunca mais.


AMOR QUE AGORA PARTE
Nanci Laurino


Do amor que hoje parte,
Levo apenas as saudades,
De momentos bons juntos vividos

Dos piores momentos,
entrego ao esquecimento,
Pois será ele meu fiel companheiro,
Já que a lembrança forte baterá
E não a deixarei fazer morada!

Sigo na certeza de ter amor grande vivido,
E de tudo feito para ser correspondido.
Mas amores são assim...
Nos levam ao êxtase do encantamento,
E nos afundam na escuridão do isolamento.

26/01/08


VERSOS NO ANOITECER...
Meg Klopper

Quando sonhamos surgem desejos
Que nos encaminham as emoções
Emoções nos remetem a lampejos
Vida alçada em grandes sensações.

Sensações sensuais, gozos ardentes e carnais;
Volúpias escorredias, bálsamo de um momento
Febre de corpos que se entregam a cios plurais
Fazendo-nos aquiescer delírios do pensamento.

Ao anoitecer sonho com você e choro dormindo
Sentimentos sôfregos ao coração, vulto da paixão
Penso em te ter, perdida em abraços infindos
Sentindo teu calor, teu amor, tua respiração.







quinta-feira, 17 de dezembro de 2009


Desencontro
Marilda Conceição


Que pena!
Dei-te a beleza da flor,
me deste o espinho.
Dei-te todo o amor
que em minh'alma florescia.
Me deste a dor,
porque do amor nada conhecias.

09/12/2003
Registrada na FBN-RJ


O BAILE DA VIDA
Marilda Diorio(Olhosde£in¢e)


Os anos passam...
As lembranças são eternas,
A saudade permanente
e nossos olhos em busca de
cenas de tempos vividos.

Os anos passam...
Vivenciamos lições de vida,
aprendemos a vasculhar
em nossos guardados do coração
e a acariciar lindos momentos
que se foram para não mais voltar!

Os anos passam...
Crescemos na alma,
mas sempre seremos
frágeis no amor!

Os anos passam...
Muitos virão ou quem sabe...
nossa estada nesta vida seja curta!
Nada sabemos do amanhã...

Os anos continuam
a desfilar na passarela do aprendizado
e nós protagonistas da vida, enfrentamos
os momentos que nos fazem infelizes
e nos deliciamos com os felizes!

Resumimos que a vida é
um grande baile em que:
almas se encontram,
se esbarram,
se unem e
se separam...
Cada qual bailando nos conflitos,
nas esperanças e nas suavidades
de momentos de amor!

De todos os anos que se foram,
concluo que viver...
É simplesmente existir,
cada qual, em sua essência adquirida.

Com todas as adversidades,
com todas as lágrimas derramadas,
ainda assim, a alegria de viver
é o maior presente embrulhado
em papéis de brilhos de momentos!

Curitiba, março/2003

Meu mundo é você...
Maria Antônia Canavezi Scarpa


Um eixo gira meu mundo
nem sempre como a velocidade do tempo,
nem tão letárgico como as marolas num mar calmo,
apenas sei que ele gira para me descortinar
novos horizontes

Na sua ausência sinto-o frio, quando,
não me oferece abrigo para a dormência
que causa em minha lucidez,
ao embriagar o meu sangue de saudade...
tudo...porque não sei esconder o que sinto

Descobri que o irreal pode me fazer percorrer
a imensidão dos seus trópicos,
já que amar você tem sido meu encontro
com o equinócio, sempre
girando, girando em torno desta paixão

Não consigo separar minha sombra,
nem ao menos vedar meus sentimentos,
para que eles deixem de flutuar
como uma pena solta no ar,
sei apenas que meu mundo é você...

Temos muito a percorrer, até atingirmos
o berço do "arcobaleno"
onde todas as cores brincam de debruar,
tingindo o céu com seus espectros,
que se refletem no pote dos nossos desejos

Não posso apagar esse sonho,
nem imagino como vai terminar esta história,
o importante é que na imensidão deste prelúdio,
estar com você é tudo...
é não quero achar motivos
para morrer de amor...


SO ME INTERESSA VOCÉ

Sim ..voce existe...
O amor, ah ..esse amor ...
Ninguém merece...
ninguém merece sofrer asim
maltratado e atropelado.
Tudo é motivo para se comentar ...
y terminam sempre nos matando...
Estou aquí
em silêncio e recolhida...
Ah se eu pudiesse
eu deixava tudo isso acontecer...
eliminando qualquer dor...
Ninguém merece sofrer
a decepção
de nesse mundo tão complicado
e nunca entenderé porquê...
Agora depois de tudo
eu digo
nunca mais
Vai ser assim!
.Na realidade,
é que vai acabar...
A espera do tempo passar...
a verdade aparecer...
Você e meu e eu sua.
Y
só me interessa
é estar junto de você!
estar junto de você!

marta diaz fonti

SOLO ME INTERESA USTED

Sí ..usted existe...
El amor, ah ..ese amor ...
Nadie merece...
nadie merece sufrir asi
maltratado y atropellado.
Todo es motivo para comentarse ... y terminan siempre matandonos.
Estoy aquí
en silencio y recogida...
Ah si yo pudiese
yo dejaba todo esto acontecer...
eliminando cualquier dolor...
Nadie merece sufrir
la decepción
de este mundo tan complicado
y nunca entenderé porqué...
Ahora después de todo
yo digo
nunca más
va a ser así!
.En la realidad,
es que va a acabar...
La espera del tiempo pasar...
la verdad aparecerá...
Usted es mío y yo suya.
Y
sólo me interesa
estar junto de usted!
estar junto de usted!

marta diaz fonti


Prece ao Tempo
Marise Ribeiro

Tempo que marca o rosto,
que faz cerrar os olhos;
tempo que não seca o desgosto
no lenço que sempre molho.

Todos dizem: "o tempo cura,
a ferida fecha, cicatriza..."
Mas a minha doída loucura,
será que o tempo ameniza?

O que és tu, tempo,
senão um correr de horas?
Torna-se eternidade um momento,
quando a dor não vai embora.

Ah! tempo, lutas sempre comigo!
Por que não entendes o que preciso?
Deixa de te fazer inimigo
para que me retorne à face o sorriso.

Estanca os minutos, pára o mundo,
põe o pulsar do coração em suspenso,
dá-me pelo menos um segundo,
para qu'eu seque meu lenço.

02/01/06








Solidão
Marilú Santana


Solidão é a conta isolada do terço na reza,
é a luz apagada no poste quebrado na rua,
é a flor ressequida sem o orvalho que a rega,
é a mão trêmula e tímida que tateia às cega.

É a voz engolida com amargura e desdém,
é a risada fingida ou fugindo para longe,
é a mesa vazia de um tudo sem ninguém,
é o coração sem alento já das lágrimas refém.

É a ladainha mental conjurando a tal morte,
é o resmungo repetido pela ausência doída,
é a alma despida descrente de toda a sorte,
é o abismo cavado com amargura e derrota.

É o incomensurável vácuo no espaço d’alma,
é a indiferença à vida e até à mão estendida,
é uma réstia de vela que sem brisa se apaga,
é dor gasta gemida da voz já sumida que cala!

16/11/2005



Agonizam!
Maria Regina

Agonizam os amores subjugados pelo ódio
famigeradamente alimentado pela vingança
em mentes famélicas e extremistas,
a vida e tudo o que dela advêm

Agonizam as nações massacradas por ideais
maniqueístas voltados ao malfadado mal,
que justificam a retórica bélica como solução
àquilo que somente aceitam o amor e a paz mundial.

Agonizam todos ante o ceticismo degenerado,
inerente ao ódio que fomenta a ignorância
céptica, onde esta o radicaliza;
somos potenciais vítimas e executores
da simbiose ignorância-e-ódio

Agonizam todos aqueles que agem
pela retórica acima do Amor,
da Justiça e da Paz

terça-feira, 15 de dezembro de 2009


LÁGRIMA
MARIA LUCIA VICTOR

Sente,
apenas sente
essa lágrima quente,
semente de solidão,
gota de saudade.
Sente
esse meu sentir
nessa soledade
e diz o que sentes
na distância
que essa lágrima invade.
Sente
porque não falo,
apenas choro,
e sentirás que o amor
pode ser o que se sente
numa lágrima
que deságua de repente.



SENTIDO!

Grito seu nome ao vento!
Ecoa só... Em meu pensamento
Das formas apenas visão
Lembrança... Sentida... Ilusão

Quimeras de um simples momento
Indulto em vão sentimento
Prado disperso de pura paixão
Descansa alheio a posição

Ao léu intenso e quanto
Ao vento à toa o pranto
Grito seu nome... Ecoa canção

Ao Mar... Ao Céu... Ao seu... Coração
Grito seu nome ao vento!
Sentido... Descansa... Emoção.


Maria Inês Simões

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009


AMOR, FONTE DE VIDA
Margaret Pelicano

Tudo tem fim nesta vida,
não importam latitude ou longitude,
o amor se ilude
e cansado do desrespeito,
mal compreendido, injustiçado,
confundido com a paixão,
grita que o tempo urge!

A esperança compartilha com o amor o sofrimento,
muda se afasta em lamentos,
mas, forte retorna e sustenta
uma garra insofismável,
qual flor decepada pela espada violenta,
renasce às primeiras gotas de chuva...
...revigorada!

Os bons augúrios de sobras de esperança se alimenta,
pincelando os céus de arco-íres
confiante numa transcendência que permite
ver luzes até onde não existe,
e persiste no grito lacrimejante
da água pura que desedenta...

Tal líquido, Fonte de toda vida,
molhando a terra sanguinolenta de guerras,
implora ao amor: 'persiste!
Sem ti, nenhuma nave estelar se aguenta!
Precisamos de ti para semear o bem,
plantar a justiça, extinguir preconceitos!
Tu és fonte e leito
do rio de paz que aos seres sustenta?'

Brasília - 17/12/2008

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Súplica
Maria Luiza Bonini



Ensina-me a te esquecer
Sozinha tento em vão e não consigo
Preciso aprender a reviver
Sei que jamais estarás comigo
Expulsar meu sentimento
Insistente companheiro
Sem querer, meu bem-querer
És a alegria de meus pensamentos

Conte-me o segredo
que guardas em silêncio
Amor sem voz sem rosto
Sequer existe um nome

Ensina-me a te esquecer
E eu te darei em troca
todo o meu amor, em pagamento

21.04.08

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Recados Para Orkut

imagem de br.orkutnow.com


No Brilho Solitário de Uma Taça

Luiz Poeta ( sbacem - RJ ) - Luiz Gilberto de Barros
Às 10 h e 6 min do dia 16 de dezembro de 2005 do Rio de Janeiro
Sob inspiração de uma das lindíssimas formatações de Anna Paes.

A marca de batom ficou na taça...
O gosto do vinho, na minha boca...
O tua ausência vem e me abraça
Eu tento te falar... a voz é rouca...

Percebo, então que só o teu retrato
Me olha e me sorri estranhamente...
Estou sozinho e triste, este é o fato
Que habita o meu silêncio... intransigente.

O vinho que deixaste me provoca,
Chorando, beijo a parte que tocaste,
Porém não é teu lábio que me toca
E sim parte da taça que beijaste...

Degusto a solidão, finjo beijar-te.
A lágrima desfaz-se em vinho tinto,
A dor, como um pintor transforma em arte
O amor tão sonhador... que ainda te sinto.

Então, no abandono que se instala,
Percebo a solidão de duas taças
Vazias... como um grito que se cala
No instante em que uma história... se estilhaça.
Clique Aqui e veja mais imagens
scrap mixplanet


SAUDADES
Luiza Porto

Saudade não é passado
pode ser bem presente,
saudades de um amor recente
que acabou sem ter começado.

Saudades dos beijos não dados,
dos abraços que não fizeram laços,
de palavras não ditas,
trocas de caricias negadas.

Essa minha saudade,
é desse amor, que não vingou,
o que poderia ter sido
e não foi...

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Scraps
scrap.mixplanet


AQUI NÃO!

Pode entrar!
Abra as portas do meu coração
Se acomode num canto qualquer
E tente ser feliz...
Se não der,
Não faça demora...
Nem invente canção de despedida,
Não fale de águas passadas
Nem em barcos de partida,
Não lembre das noites de lasciva,
Nem dos dias mal vividos,
Não machuque com lembranças
Esse velho coração,
Pois aqui
A dor não tem razão!

Lilia da Silva Machado
Do livro Poesia e Coisa e Tal


segunda-feira, 7 de dezembro de 2009


PAIXÃO
Jose Ronaldo-JR


Paixão é tudo que sai da razão
como uma doce ilusão
vivida por pouco tempo
depois? ...fica ao vento.

Pra se chegar ao amor
paixão é o caminho
mas...pra fazer ninho
só com muito amor e carinho.

Paixão...algo descontrolado
fica sempre no passado
quantas paixões em cada vida?
a quantas chamamos de querida?

Paixão...pura emoção
não fica no coração
temos que ir muito mais além
pra ficarmos pra sempre com alguém.

Quantas palavras sem nexo
Confundem amor com sexo
Como fazer compreender ?
Não!!! não dá mais para aqui viver

Amor real ?
Está acima do bem e do mal
Não é só a física presença
Disso...eu tenho ciência..


Paixão...falta a imperiosa junção
pra se fazer a união
da matéria...espírito e mente
só assim..."eternamente"

Dificil isso compreender ?
Tente ao menos entender
Quem sabe quando a consciência ampliar
Com certeza irá conscientizar...

Palavras ecoam ao vento
Eternize todo momento
Uma luz irá brilhar
E...quem sabe um dia enxergar...

Meu tempo aquí está a passar
Sinto isso em todo lugar
Quem sabe a missão já foi cumprida
Por que não viver mais uma outra vida !!!!


FONTE CRISTALINA
Jorge Linhaça

Águas Límpidas, fonte cristalina;
mata-me a sede, refresca meu ser;
Ao véu do tempo: abre, descortina;
Plácidas águas do meu bem querer.

À alma morna vem e vitamina
Renova as forças do querer viver
Banha meu corpo em tua cortina
Água da vida, de luz e poder

No teu marulhar tu me acalentas
E o teu frescor conforto me dá
Como uma ovelha, tu me apascentas

Regas-me qual flor que além florirá
Alívio me dás das minhas tormentas
Ó fonte do amor, do céu a brotar.

Arandu, 27 fev de 2009

domingo, 6 de dezembro de 2009


Perdido
João Paulo
(Zonzo)


Estou perdido...
Caminho na estrada sem rumo e sem sentido.
Não a encontro,
recuo...
Vislumbro um atalho e nele ingresso.
Rua sem saída,
recuo novamente...

Um dia a encontrarei!
Mulher, nem ainda a conheço.
Nem seu nome ainda sei.
Saia da multidão.
Mostre a sua face,
apareça!
Não se esconda,
venha me livrar da escuridão,
venha acabar com a minha solidão.

DA JANELA DO TEU QUARTO

Da janela do teu quarto,
Do vidro, onde repousa, recolhida,
Bambinela colorida,
Avisto ao longe, como num parto,
Essa lua grávida,
E como que buscando a guarida
Dos teus olhos,
Deixamo-la assim, meio perdida,
No sossego de nossos braços,
Ou no silêncio dessa janela,
Entretanto já esquecida.

Jorge Humberto
(25/02/2004)

terça-feira, 1 de dezembro de 2009


NO SILÊNCIO DA MADRUGADA...
Itana Goulart


Foram insones madrugadas,
sem podermos nos tocar...
Palavras de amor trocadas,sussuradas
sem o toque das tuas mãos ...

Nos lábios amorfos e sem calor,
ansiosos para os desejos matar...
Na fria tela nos olhavámos e ficavamos,
no silencio da noite a nos amar...

Tentando aplacar os anseios,
e não controlando o tesão...
Nos possuiámos nos olhando,
usando a imaginação...

Na nossa nudez sem pudores
propria dos grandes amores...
na vertente dos desejos
do nosso amor que virtual...
nos entregávamos afinal...

Não mais podendo conter
o amor e a emoção...
Nossos copos se juntaram
num instante sem igual...
unimos o amor e a paixão...

...Do virtual ao real...

Perfume de Mulher™
RJ,10/10/2009


SONHO DE UMA NOITE DE VERÃO
Guida Linhares


Noite comprida como o lamento triste
que corta a alma em dois pedaços.
Gotículas de suor percorrem o corpo,
e o sono arredio, tarda a chegar.

Qual bailarina dançando entre os lençóis,
ávida pelo suave abraço de Morfeu,
a insone hora percorre angustiante,
até que o cansaço cede lugar ao adormecer.

Na janela do sonho, um árido deserto
em que passos incertos avançam,
em busca de alguém ou algo que dê sentido,
à malograda existência solitária.

A príncipio passos lentos, que aceleram
até tornar-se uma desenfreada corrida,
em direção a algo brilhante no chão árido.
O que será encontrado? Qual seu significado?

Chegando bem perto, uma rosa branca
se abrindo esplendorosa, desabotoando-se,
oferecendo seu explendor ao olhar ávido do sentir
que a vida, pode ser tudo aquilo o que se deseja.

Contemplação plena, olhos extasiados de beleza
fazem despertar o ser interno, que acorda
antes que o amanhecer chegue e de um pulo,
salte da cama e abra as janelas do quarto e da alma.

A visão da rosa branca acompanha o ritual
em que o novo ser desabrochado sente que é hora
de renascer para a vida, reconquistando a felicidade
de sentir-se pleno de Deus, pronto a abraçar novos sonhos.

Santos/SP
09/07/07

segunda-feira, 30 de novembro de 2009


SOBRE SAUDADE...
Joe'A

Doce saudade
por quem um dia volta
que doi a ausencia, consolada
pelas lembranças e pela esperança

Saudade da presença que falta
que cresce com a demora
pela sede do ar ausente respirar
pelo acariciar do olhar

Saudade nostálgica
por tempos que passaram
e não hão mais de voltar
apenas saudosas carentes lembranças

Saudades, são tantas as saudades
nas chamas eternas das lembranças
doi no fundo peito, perdidas no olhar
de tanto que passou ou que o tempo levou

Saudade pungente
aquela que tanto machuca a gente
daqueles que a vida levou, só o tempo a conformar
Saudade sem medida, aquela da perda de um grande amor...

Saudades que apertam
saudades que machucam
saudades que ferem e cicatrizam
Saudade que sangra o coração...

DECEPÇÃO
© Ferdinando

Dias que esvoaçam sobre nuvens de ilusão
em desmedida dimensão do mundo que te agita
numa desumanidade, em sonhos feitos de arminho
onde a beleza te impele sob o fogo que me verga...
que me deixa cruzando o olhar no vazio da vida!

Flores de lume que se erguem no fugitivo do teu olhar
onde o aroma me queima de paixão em promessas
de sol, vida que me emudece, e olhar que me acalora
tenta em marmóreos gestos de margens fechadas, enfeitar
o meu sonho em anseio que se enleia como trepadeira
em minha alma frágil, numa chama de outros desejos...

Ofertas-me o rosado dos teu lábios, num brotar de paixão nas
caladas horas da noite, quando o sol desmaia na paisagem
em horas avançadas suprimindo verdades, deixando os sonhos
que aquecem a volúpia que queima a cinza dos dias!...
Nunca quero ser amante nem amado em teu fascino...
mera vertigem sem freios, fútil loucura cheia de nadas.

Alemanha 23.03.07

domingo, 29 de novembro de 2009



AMO-TE

*Fanny*


Amo-te tanto, meu amor!

Amo-te no orvalho das auroras enamoradas,
gotas tímidas de um amor desvendado...
a escorrerem pelos jardins secretos do coração.

Amo-te no leito perfumado das estrelas airosas
que flamejam ardentes de paixão
e, nos braços envolventes da alvorada,
deixo-me levar no bailado do nosso amor.

Amo-te na beleza graciosa das flores,
suaves murmúrios que me trazem as cores
da tua alma, fragrância inebriante de jasmim....
pétalas de sorrisos a flutuarem em meu pensamento.

Amo-te nas canções amorosas do vento
que me (en)cantam versos teus... doces fantasias,
ternuras e melodias que afinam o universo,
orquestras puras de emoção em mim.

Amo-te tanto, meu amor...
que eu voaria nos suspiros das madrugadas
e me aconchegaria secretamente
nos abraços embalados da tua saudade...
e aí permaneceria até à eternidade.

A LUA E AS AMIGAS

Choveu
E a lua cheia brotou tão clara
como uma lêda Yara,uma fada Fanny,
uma Meg, uma Nancy....
E a visão de coisa rara era a cara da Lili...
Emergiu das nuvens alvas
qual alma da Anna Peralva, da Penhah
Rose , Rivkah, Marluí...
Lança seus raios à vida, quer da Nídia,
quer da Lygia, e longe alcança a Guida
e a Martita,com seu riso de carmim.
Faz caminhada no céu, como a Cill, faz
por aqui.
Sonha a ventura do encontro: Sollua esse
mito, que é um rito para a Shir.
E as nuvens cor Delasnieves,
vagam num Cel todo azul,
desvanecem ao olhar da Vania,
a quem a Tilia garante:
-Era bela, quando, junto com a Wilma, eu vi.
Foi deleite da Arneide, com sua
voz de colibri, cantar enquanto ela deslise
para a Marise e a Denise, assistir.
Mesmo não sendo tão leiga,
a Zuleika também fez questão de vir.
Porque a noite não se repete
Drica chegou depois da Margaret
a ver a lua daqui !
Então à Marilda
que dessa lua tão linda,
fizesse um tube para mim.
E foi assim que
a Lua virou a musa do Clube!

Eme Paiva
19.05.08


MILAGRE DE AMOR

Correm lágrimas em meu rosto
pelas saudades de ti...
Onde estás, por que não
vens ?
Não te entendo, me arrependo
de esperar-te sempre aqui...
O silêncio me devora
me consome a cada hora
por amar-te tanto assim...
Que um milagre aconteça
e nunca mais me
entristeça
quando não estás
junto a mim...
Sinto ardendo meu
corpo,
saudade fere
em cada porto, sem
tuas mãos navegando,
ausência de ti me
amando...
Vem, fica comigo outra vez !
Beija-me doce amado,
dá-me toda calidez !
A cada dia que passa mais te amo !
Em um milagre ,
embora doa a saudade,
proclamo o que o destino nos deu :
Sou tua, apenas tua...
tu meu amor, apenas meu !

Eliana Shir Ellinger
Hazorea.il 05/01/2004






A Noite Tem Magias
Elaine Ermel



Como gostam de cantar os poetas,
A noite tem magias e encantos.
E hoje ela está tão bela,
Cheia de estrelas brihantes.

Também não sei,
Se é porque nessa hora,
Eu te sinto tão amorosamente no meu coração instalado
Como afável chama me iluminando.

Não quero dizer Meu Amor
Que durante o dia não me acompanhas.
Jamais penses isso,
Pois estás presente no olhar, no riso de algum amigo.
Na terra ou no céu quando o fito,
Nas mais simples ou suntuosas flores,
Que perfumam e dão brilho ao meu caminho.
E te escuto no som canoro de um pássaro.

Apenas digo-te Meu Querido,
Que é nessa hora
Noite, fascínio, sedução,
Que tão exclusivamente,
Corpo e alma,
Tu e eu encontro-mo-nos
Em tão perfeita integração!


SER MULHER

Rosa Magaly Guimarães Lucas
(Eire)


Ser mulher é ter no peito,
Toda a doçura da vida,
Que às vezes causa tormento...
Ser mulher é ter na alma,
A beleza e a saudade
Que a vida às vezes lhe dá...
Ser mulher é ter um anjo
Que a acompanha a toda a parte,
Pra dor dos outros pensar...
Ser mulher é ter nos lábios,
O sorriso manso e terno,
Para seus filhos ninar...
Ser mulher é ter na voz,
O tom mais suave e mavioso,
Junto ao gesto carinhoso,
Que só a ela Deus dá...
Ser mulher é ser suporte
Do tormento, vida e morte,
Com o sentimento mais divino,
Que traz em seu coração,
E aos que cometem o desatino
De a magoar,
Dá-lhes perdão.


Jacaraípe, 12 de março de 2004

Trabalho de Arte - Criação Denise Moura







Apenas Sombras.
Delasnieve Daspet


Caminhando ao meu lado,
Ora à frente, ora atrás,
Carrego tua sombra,
Grudada em mim como uma lembrança
de inquietante insegurança...

Quanto mais direciono os meus passos
Mais amargo se torna o viver...
A pendencia que deixamos
Melhor seria encarar e resolver

Faltou prudencia e coragem,
Perdemos a hora de calar, de acolher,
De abraçar, de amar e proteger...

Construimos e demolimos sem determinação
E os sonhos se perderam por falta de sintonia.
Muitos obstaculos não tivemos capacidade
Para discernir o que se poderia mudar...

Não construimos a casa sobre a rocha
Não houve coerência no ser e o estar,
Entre o que se pensou e o que se fez,
Tempestuosa - a vida - nos deixou apenas sombras...
Campo Grande-MS - 31 de maio de 2008.

sábado, 28 de novembro de 2009

Aniversário Clube - Mimos

Clube De Poetas
- Rose Arouck -

Nessa data que em amor se reproduz
Nasceu a voz divulgando a poesia
Um Clube que consegue com sua luz
Fortalecer cada vez mais nossa harmonia.

Sublimando essa arte de escrever
Espalha talentos valorosos noite e dia
Enaltecendo a inspiração de viver
Reproduzindo em tom maior a alegria.

Clube de poetas, soberano como o sol que inradia
Na união fortalecida pelo amor...
É a esperança renovada em esplendor.

Parabéns owner e moderação que contagia
A cada ano mais carinho e perfeição
Emocionando sempre nosso pacato coração.




O BOM-DIA DO CLUBINHO! II


Bom-dia! Hoje, estou este moleque bem travesso
que todos podem ver. Cresci!
Sou muito amigo, inteligente, alegre e compreensivo.
Gosto de brincar e de brincadeiras.
Troquei as fraldas bem cedinho, como podem se lembrar,
aos dois aninhos e já passei do Jardim da Infância, porque
resolvi "queimar" etapas ... Sou esperto demais!
Meu dia a dia atual é repleto de Afazeres, Magia e Sonhos.
Aprendo bastante com todos vocês.
Ano Passado estava em busca da minha Identidade Verdadeira,
lembram-se? Vocês me ajudaram muito a encontrá-la!
Agora já sei Quem Sou e Porque Estou Aqui ...
Gosto e aprecio por demais a Poesia, a Literatura e as Artes
em geral, como bem me ensinaram. São lindas, não?
Gosto muito dos Poetas, principalmente das Poetas e
Formatadoras que me dão muitas "colheres de chá" ...rs.
Elas capricham bastante em seus poemas e seus trabalhos
gráficos.
Viram como fico bem colorido, animado com as midis e
enternecido com as poesias a mim apresentadas?
Como disse Ano Passado, preciso que continuem a cuidar
bem de mim, com muito carinho, pois ainda tenho muito o
que aprender e fazer, embora já saiba andar com meus
próprios pés, ainda tropeço muitas vezes ...
Precisam me amparar de todas as maneiras para que eu
cresça forte e sadio. Fique um lindo garotinho.
Adoro festejar com todos vocês, brincar, dançar e
cantar, principalmente,nos finais de semana ..kkkk ...]
Que ficam animados como quê!
Mas agora é hora de agradecer:
A vocês meus querido amigos, associados do Clubinho,
que me prestigiam todos os dias com palavras de carinho
e demonstram aqui toda a grandeza de seu corações,
através de seus belos trabalhos,meus sinceros
agradecimentos.
Adoro ser cuidado com tanto zêlo!
Quero agradecer também a "mamãe" EME que me criou,
as minhas lindas babás, que me aturam e cuidam de mim
com extremo carinho.
Sabe, amigos, cuidar do meu dia a dia, não é fácil, não.
Requer paciência e doses elevadas de força de vontade.
E me sinto agraciado por ter tantas "Tias"
Encantadoras: Tia Lilia, Tia Anna Maria, Tia Marilda.
Um Viva cheio de Emoção pra elas!
Hoje é Nosso Dia de Festejar!
Comemoramos 3 anos juntos de muitas Alegrias.
Turminha linda, quero lhes dizer:
Agradeço muito a cada um de vocês.
O carinho, a paciência, e desvêlo, o amor, o respeito,
fraternidade, a solidariedade, etc.
E tudo o mais que conseguimos e que me dispensaram.
Obrigado por manterem a CASA em Ordem, com Harmonia,
Amor e Paz!
E que estes Sentimentos reinem aqui todo o Sempre!
Obrigado por gostarem de mim, assim como Sou, e
estarem comigo todos os dias da minha Existência,
não levando em conta, por vezes, meus altos e baixos,
afinal tenho só 3 aninhos de Vida.
Mais do que comovido, exultante, agradeço a todos!
BOM DIA, COM AS BÊNÇÂOS DE DEUS!
Namasté!

O CLUBNHO
Rio de Janeiro, 28/11/2009


COM O MEU CARINHO, Nídia.
AO COMPLETAR MAIS UM ANINHO DE VIDA,
MEU CARINHOSO ABRAÇO A TDS!
FLORES PROCÊS!!!




O Clube de Poetas está em festa
e isto só é possível porque aqui
há amor e amizade...
São três anos de pura magia,
encantando-nos com poesia,
arte e solidariedade...
Ao Clube e aos amigos associados
o meu desejo de que ainda por muitos anos,
estejamos juntos cantando e comemorando
a real felicidade.
Parabéns a todos nós!

Marise Ribeiro




Parabéns ao Clube pelos 3 anos de alegrias,
amizade, harmonia, beleza de arte e poesia
nesses 3 anos de fraterno convívio.
Brindemos essa data festiva, com o desejo de
estarmos juntos ainda por muitos a nos
comemorando este feliz aniversário.
Parabéns Eme! pela fundação pela fundação do
Clube de Poetas.
Parabéns, Marilda, Anna e Lilia pelo carinho
que tanto
nos incentiva.
Parabéns, amigos, companheiros de jornada
Abraço a todos vocês

Eliana (Shir)




Parabéns Clube de Poetas
Um grande abraço

Elaine Ermel




Fazer parte desse clube só tem trazido alegrias,
belos poemas, formatações belissimas, e um grupo
alegre e unido.
Saber que em 3 anos, ficou quase adulto, um grupo
carinhoso, que me recebeu com muito carinho,
que tento, na medida do possivel corresponder.
As músicas, danças e festas, tudo acompanhado de
alegria e atenção a todos.
Deixando claro, que a idade não importa, quando
queremos ser felizes, com 3 anos como o clube
ou 64 como eu...rsssssssss
A todos os participantes muitos beijos, e que
continuamos essa amizade, com respeito e carinho
sempre.
Para a Eme, owner e moderadoras todo o meu afeto.

Luiza Porto




Felicidades a todos!!!!!!!!
É com muita alegria que venho registrar a
minha alegria em pertencer a este grupo !!!!!!!!!!!
Eme e moderadoras muito obrigada pela dedicação,
carinho e respeito, obrigada por tudo que nos
oferecem
beijocas

denise moura




Olá owners, moderadores, poetas, formatadores e
mais que tudo, AMIGOS, porque é o que aqui somos,
venho parabenizar a esse Grupo tão querido e
amoroso, pelo seu terceiro aniversário, o Menino
está crescendo, já está falando mais alto ainda,
mas sem perder nunca a alegria que tem desde seu
surgimento, e isso deve-se a quem o cria, a quem
o segura pela mão, incentiva, porque só
sendo muito amado, ele pode repassar todo esse amor
que se sente ao conviver com ele, eu cada dia me
sinto mais feliz e agradecida em ter sido aceita e aqui
poder mostrar meus rabisquinhos...rs,a tão nobres amigos.
Eme, Marilda, Ana. Lília que cada dia mais Deus as
ilumine e que abençoe a esse nosso convívio com todos.
Um beijo com muito carinho.

Roze Alves





PARABENS CLUBE DE POETAS

PARABENS GRANDE NAÇÃO
QUE USAM DO CORAÇÃO
COM CARINHO, EMOÇÃO E DEDICAÇAO
E A TODOS TRATAM COMO IRMÃO

OBRIGADO SEMPRE
ABRAÇOS

José Ronaldo Jr





Desejando ao nosso amado Clube muito sucesso!
Agradecendo o espaço carinhoso e acolhedor e
parabenizando a moderação que nos emociona
a cada dia mais!
Parabéns Clube de Poetas!
Parabéns à todos que com suas rimas nos fazem sonhar.
bjs
Neide de Oliveira




Clube de Poetas

Feliz Aniversário
Um grande abraço para todos em
especial para as idealizadoras
deste grande Clube
Carlos Roberto Lemberg






Queridas Eme, Marilda e demais componentes,


é com muita alegria que venho cumprimentá-las pelo
3º aniversário do Clube dee Poetas.
Peço-lhes desculpas por minha pouca participação,
atualmente.
Isto se deve a este tratamento mas, um dia ele
acaba, eu fico boa e estarei sempre aqui, entre
vocês, nesta abençoada casa.
Não tenho podido mesmo ficar além de uma meia
hora, em cada vez que venho.
Em função disto, não tenho composto e sinto-me
deveras desanimada embora saiba que tudo isto
vai passar.
Por isto tenho seguido as recomendações médicas,
à risca.
Cumprimento a marilda pela bela criação do blog.
Fiquei toda feliz em ver o meu poema Chora Poesia,
em destaque, por vocês.
Amo todos vocês.
beijos em seus corações.

Cida valadares



PARABÉNS!!!

Ao nosso ¨ CLUBE DE POETAS¨ e a todos (as) que dele
fazem parte, meu desejo de que a inspiração de todos
frutifique por muitos anos,
revelando doces e sábias palavras, por muitos anos....
Meu carinho sempre,

Zuleika









clube de poetas
-III aniversário -

É com muita alegria e um tanto de emoção que comemoro
o terceiro aniversário do Clube de Poetas, onde habita

a poesia e tem como sábio lema:-

"Ser poeta é acima de tudo ser fraternal"

Desejando que a fraternidade que nos une contamine

a todos poetas para que saibam usar o dom divino de
versejar em pról da paz e da harmonia.

Cumprimento às queridas

Eme Paiva
Marilda Ternura
Anna Peralva
Lilia Machado

com minha gratidão por toda alegria e constante harmonia
que paira nessa casa da qual usufruo diuturnamente.

Abraço a todos os poetas amigos, em confraternização pelo
feliz evento, desejando que a poesia, única soberana que

rege nosso Clube seja fortalecida cada vez mais com a
mesma proposta de união, paz e amor.

Com o melhor de meu carinho,

Maria Luiza

São Paulo, Novembro, 2009



Amigos


Hoje é dia de festa para todos nós, o Clube de Poetas
completa 3 anos.
Agradeço a todos os associados amigos pela convivência
harmoniosa, pela amizade, pelas alegrias proporcionadas,
pela mão amiga nos momentos difíceis, pela companhia
sempre agradável de todos.
Aos poetas pela beleza de seus versos, sentimentos
que nos tocam profundamente o coração, nos fazendo
chorar de emoção, outras vezes, sem saber, nos
direcionam palavras que acalentam a alma espantando
a tristeza, trazendo de volta o sorriso e alegria.
Aos formatadores que captam os sentimentos do
poeta vestindo com carinho, lindamente as poesias,
tornando-as mais belas.
Um agradecimento especial a Eme que fundou este grupo.
A todos meu muito obrigada.
Cada um de vocês está num cantinho do meu coração.

Marilda Ternura
Moderação




A minha forma de agradecer e presentear
este maravilhoso Clube de Poetas
é dizendo obrigada por tudo
e para todos que aqui dividem os seus versos
Tília Cheirosa





Ao Grupo Clube de Poetas


Com imenso carinho parabenizo este grupo
que tece harmonia entre seus integrantes,
que sabe acolher com carinho e simpatia o poeta que aqui chega
e que, ao longo dos dias divulga com elegância a poética de cada um.
É encantadora a postura de todos que aqui desfilam!

Principalmente encanta-me a paciência e a compreensão da ala executiva
pelas nossas ausências às vezes prolongadas por imposição de compromissos
assumidos na vida real.

A performance administrativa, o bom astral das moderadoras e da owner
são exemplos a serem seguidos no mundo virtual.
Parabenizo e aplaudo com muita emoção,
a Eme, a Marilda (Ternura), a Ana, a Lilian
e a cada um dos diletos colegas deste excelente grupo
Clube de Poetas nos seus três anos de existência.

Beijo fraterno na testa de cada um
que dedica carinho, harmonia, amizade e faz com que seus versos
e a convivência sejam condutores do amor, da paz e da união
neste maravilhoso grupo.

Felicidades e eterno sucesso ao
Grupo Clube de Poetas!

Marilda Diorio(OlhosDe£in¢e)

Curitiba, 29 de novembro de 2009,
às 23h47

sexta-feira, 27 de novembro de 2009



Melodia Desacorrentada
Ciducha


Sempre serei tua, ainda que não toque a melodia!
Ainda que o tempo, insano, ingrato e lento
nos torne solitários demais...
Ainda assim, serei tua!

Também preciso de ti
precisei tanto, por tanto tempo!
Chamei tantas vezes... nunca me ouviste.
Mas eu te ouvirei, prometo!
Registro tal promessa neste poemeto.

Sou como os rios, que correm todos para o mar
mas já cheguei... não vais chegar?
Estou nos braços aconchegantes do mar
em noites escuras e frias
ou em lindas noites de luar
sempre... eu e o mar!

Volte... volte sempre que quiser
estarei a te esperar,
como a praia espera ansiosa
as ondas que vão chegar...

Obs: poema inspirado na música
Unchained Melody