13 de nov de 2016

DIA DA GENTILEZA- 13/11



 Ser gentil às vezes é uma tarefa exigente, mas a gentileza é algo fundamental para a manutenção do bem-estar e da qualidade de vida. Além de que a qualidade de vida também depende da gentileza.

Segundo Samuel Bowles, professor de Ciência Comportamental do Instituto Santa Fé, nos Estados Unidos, o impulso de ser gentil ou altruísta é natural no ser humano e um importante mecanismo evolucionário. Ele defende que, mesmo arcando com um custo pessoal, o ser humano tende a ser gentil por conta dos sentimentos de realização e satisfação (Delas.ig.com.br).
Movimento mundial pela gentileza
A ideia do Movimento mundial pela gentileza (World Kindness Movement – WKM) surgiu em 1997 durante um congresso de Tóquio, no qual o então Small Kindness Movement of Japan reuniu e apresentou diversos grupos, de diferentes nações, que mantinham em seus países movimentos e ações de gentileza. Após o desenvolvimento dessa ideia, durante a Terceira Conferência do Movimento Mundial pela Gentileza, ela foi concretizada, em dezembro de 2000. Assim foi oficialmente lançado o Movimento Mundial pela Gentileza, com a missão de inspirar indivíduos a serem mais gentis, criarem um mundo mais gentil e através disso conectar países e pessoas. O Movimento Mundial pela Gentileza também tem como objetivo o estímulo de todas as nações a criarem seus próprios movimentos pela gentileza (Abqv.com.br).
Gentileza gera gentileza
No Brasil o poeta José Datrino – mais conhecido como Poeta Gentileza – representa o espírito da gentileza. Mais conhecido nas ruas cariocas principalmente por sua pintura nas pilastras do Viaduto do Caju, centro do Rio de Janeiro.
Ele deixou 56 painéis nas pilastras dos viadutos cariocas com mensagens de paz, liberdade, amor, natureza e críticas ao mundo. “Gentileza se volta para um sentido de humanização da vida na cidade contemporânea. As cidades, marcadas pela violência e pelo desapego de seus habitantes, colocam-se para o Profeta como um mundo a restituir” (Univvverrsso Gentileza, Leonardo Guelman).
O dinheiro destrói a mente da humanidade.
O dinheiro coloca a humanidade surda.
O dinheiro destrói o amor.
O dinheiro cega.
O dinheiro mata.
Todo dia você lê jornal, ouve rádio,
televisão, só vê barbaridade:
é crime, é assalto, é sequestro, é vício, nudez,
devassidão, fome e guerra (…)
Sua figura poética inspirou muitas pessoas e, ainda hoje, é lembrado como um exemplo de generosidade. O “Profeta Gentileza” ficou eternizado nos versos de Marisa Monte.
A gentileza tem o poder de nos tornar mais felizes, tanto momentaneamente, quanto no longo prazo, se a praticarmos com as outras pessoas. A revista Science relata evidências de que há um aumento na nossa felicidade principalmente quando gastamos nosso dinheiro com outra pessoas.
Relato de gentileza
“Eu estava a caminho do trabalho. Em um ponto de ônibus três amigas entraram no ônibus que eu estava e sentaram bem próximas de mim. Alguns minutos depois uma delas começou a falar repetidamente que havia esquecido de comprar lenços de papel, aqueles pequenos que carregamos na bolsa. Percebi a preocupação daquela moça, até que lembrei que havia comprado um desses pacotinhos de lenços há algumas semanas. Não pensei duas vezes, abri a bolsa e entreguei para aquela mulher o pacotinho de lenços de papel. Me sinto muito feliz em ajudar o próximo! Gentileza gera gentileza”, mensagem deixada por Vanessa de Melo, 26 de Agosto de 2014 (Abqv.com.br).
Faça você também um ato de gentileza no dia de hoje!
“Traga consigo um simples pensamento ou ato de gentileza, sem ao menos esperar uma recompensa material ou valiosa. Porque a maior recompensa conhecida pelo homem é o sorriso.” (Jackpowerful)
Texto: Clarissa Oliveira


Nenhum comentário: