quinta-feira, 25 de junho de 2015

NOSSOS POETAS DE G a L



Estremecer...de amor

George Alves - Joe’A


Naquela madrugada que nos encontramos
o ar estava perfumado de desejo
não haviamos ainda passado do primeiro beijo
mas naquela noite, ao seu toque.........com medo

Passei do primeiro beijo a caricias apaixonadas
Voce correspondia, mas segura ainda não se sentia
de alimentar minhas caricias....eu nao me controlava
nao resistia, seu cheiro me ermbriagava, por mim nao respondia

Seu corpo de excitação incendiava, emanava.... de desejo ardia
No seu hálito sentia...no seus labios e olhar percebia
a janela do desejo que se abria...vislumbrando sua cama tentadora
sedutora...ansiosa por nossos corpos aconchegar... alcoviteira macia

Do controlável, ao inevitável, por me ser irresistivel
das caricias excitantes a entrega delirante
Visão do desnudar...... paixão temula da posse
sentir seu corpo por completo me abrçar, me receber

Na tua alcova, nos seus lençois me envolver
me cobrir, me aquecer..no seu leito macio me acolher
cantar as cantigas do amor ninar.... me dar prazer
Naquela cama macia, na umidade do seu leito com amor...estremecer



EMOÇÕES

Gilda Pinheiro de Campos


Entre céu e mar tantas emoções acontecem...
Na enluarada noite de outono, explode nosso amor
em mil carícias...

Tudo tão lindo, esperado a tanto tempo e que agora
finalmente acontece...
O amanhecer em teus braços, o calor do corpo teu no meu,
os beijos longos, demorados, teus olhos mergulhados nos meus,
dizem tudo que sempre sonhei...

Desnecessárias as palavras, nosso silencio elouquente, terno
apaixonado, fala por si...
Em silencio saudamos a chegada do irmão sol,
 que parece brilhar e aquecer ainda mais o nosso amor...
Em fim sou feliz...

Em 31/03/2012



Esperança
Hamilton Brito 

       
      Eu mantenho a esperança.
      Ela é a ultima que morre.
      Não posso desistir de você.
      Vivo perambulando assim.
      Não gostando de ninguém
      Ninguém gostando de mim.
      Mas creio que isso tudo acabou.
      De longe, nas asas do ciberespaço
      Ocupando todo o tempo e espaço
      Entrando pela caixa de entrada
      Mudou o perfil da minha estrada.
      Tentei evitar,  mas amei você...
      Amei e continuo a amar,
      Por estas coisas que a vida traz
      uma situação que não me apraz
      e eu não posso ainda ter você.
      Não tenho, sim, fisicamente
      você é constante na minha mente.
      Objeto de todos os sonhos meus.
      Espero com muita ansiedade
      Que a vida permita rapidamente
      Unir os meus dias a todos os seus.

      " Io te voglio tanto bene..."



Somente eu.

Hilda Rosa


Há dias que saio e me dispo de mim...
Esqueço a identidade e jogo fora a máscara.
Rasgo o véu que esconde meu eu,
abro meu sorriso aprisionado.

Sou eu mesma.
Acompanho-me  nessa alegria
fazendo parte da natureza,
não me divido.

O tempo corre
volto a vestir a roupa da vida...
escondo essa alegria,
apago esse sorriso
E volto para quem amo.
Sou eu , mas não só para mim.



Não...

Itana Goulart



Nada  pedi
Tudo  dei
porém te preveni
traição não suportarei

Hoje na cama vazia
derramas lágrimas sofridas
Olhando  fotografias
Revivendo nossa vida

No teu quarto reina a dor,
em teu peito o vazio da solidão...
Manchaste o nosso amor...
Não! Não tem  perdão!

RJ, 2011/2012





ÉS MEU CÉU DE LUXO

JRONALDO.JR


Na minha fantasia
Com a mais completa sintonia
E com todo amor do mundo
Criei um amor profundo

Retirei de vez a dor
Deixei somente o amor
E em um delírio extasiante
Te fiz a mais ardente amante

Assim que te quero ter
Alimentando o teu prazer
Sutil e muito dengoza
Saboreando a frondosa rosa

Nos lençóis em desalinho
Faremos o nosso ninho
Na paixão que me inflama
Com você minha eterna dama

No céu de muito luxo
Te pego e te puxo
E frente a frente com teu semblante
Faremos um amor errante

Contigo à meu lado
Em meu corcel azulado
Serei o que meu ser quer
E te farei a minha mulher.




À VIDA ME DEI

Jorge Humberto


Tudo o que a sorte me negou,
aos caminhos que escolhi,
num passado distante lá ficou,
no presente, eis. me vivi.


Longe joguei as recriminações,
todas as palavras malditas,
das vis e insensatas insinuações,
das estradas então proscritas.


Tijolo a tijolo, ergui o meu ser,
que no espelho se via;
e a cada ditoso amanhecer,
de mim, o que prevalecia.


Quais vermes rastejando no chão,
intentaram demover-me,
porém, apelando ao meu coração,
de deter, não deixei deter-me.


Então dei-me ao sol, e à pureza,
com toda a sagacidade,
caminhando com mui destreza,
meu ser feito humildade.



Sentimentos

Junior Pereira Almeida


A cada olhar surge uma nova esperança
Sentimento que penetra nosso ser
Viver com plenitude a harmonia de nossos desejos
Será loucura ou paixão?

A resposta vem através das lembranças
Tudo faz-nos querer nossa presença
Momentos íntimos que vivemos com intensidade
Vidas unidas entre o passado e o presente.

Sentimos o afago dos nossos abraços
Mesmo quando chega a escuridão
Então resta-nos unir-nos em pensamentos
fazendo que não haja alegria em nossa solidão.

O toque suave dos nossos lábios
Aflora uma energia entre nossos corpos
Sedução que irradia felicidade.

Sigamos vivenciando este amor fraterno
Juntos somos mais fortes
Somos um só ser.

Vitória - ES
19/11/2012



CARICATURA

Luiz Poeta

Luiz Gilberto de Barros – às 19 h e 7 min do dia 2 de outubro de 2010 do Rio de Janeiro 



Não me leias como quem disseca um feto.
Há afeto em cada linha do que eu diga;
Há rumor no meu silêncio mais completo;
Há amor na minha dor mais inimiga.


Não te oponhas à minha informalidade,
Nem me ponhas na redoma mais seleta;
O que escrevo é com personalidade;
Afinal, mais do gente, eu sou poeta.


Não me vejas com a câmera indiscreta
Que vasculha cada um dos movimentos
Que eu dou... quando um poema se projeta
Do meu ser, ele carrega sentimentos.


Vira as setas incisivas que tu portas
Para as portas do teu próprio coração...
Quando as mágoas abrem todas as comportas,
O rancor transforma a dor em turbilhão.
  

Só assim tu sentirás o que só sente
O carente coração de um artista
Ante a crítica cruel e inconseqüente 
De um doente e tolo... caricaturista.



SAUDADES

Luiza Porto


Saudade não é passado
pode ser bem presente,
saudades de um amor recente
que acabou sem ter começado.

Saudades dos beijos não dados,
dos abraços que não fizeram laços,
de palavras não ditas,
trocas de caricias negadas.

Essa minha saudade,
é desse amor, que não vingou,
o que poderia ter sido
e não foi...



Delírios

LuliCoutinho   


Caem as pétalas da flor
Sangram de saudade e dor
Meus olhos choram minha tristeza
Revivem em filme a tua beleza.

O coração partido e incolor
Sente a ausência, o desamor!
Os ecos perpetuados da tua voz
Chegam, partem! Deliro este amor!

A procura... O devaneio na madrugada,
Talvez venha me acalentar
Queria encontrá-lo, tanto o procuro!
Sentir teu beijo mesmo no escuro.

Por teu amor, até estrelas brilharão!
Junto ao meu é emoção em turbilhão!
Meu mundo formará um jardim
Anseio teus braços dentro de mim.

Venha logo, meu amor!
Chegue a brumas de sonhador
Traga versos, centelhas de paixão!
Envolva de amor meu coração. 


Arte Marilda Ternura

Nenhum comentário: