10 de fev de 2010

CARNAVAL
Luiza Porto

Hoje me expus,
sem enfeite nenhum
Soltei as amarras,
cai na farra.

Pintei a cara,
vesti minha melhor fantasia.
Sandálias de prata nos pés.
Sambei...Sambei

Mas é carnaval,
a avenida é só minha.
Só paro na quarta-feira de cinzas.
Ai tiro minha mascara.

Sinto o cansaço,
mas enquanto isso.
Sou sambista, sou artista.
Na passarela da vida

Nenhum comentário: