24 de fev de 2010



MEU POETA
Anna Peralva

Meu poeta não escreve poesias,
nem tem poemas luzindo no olhar
pois traz n'alma, um mar de agonias.

Meu poeta perdeu sua inspiração
nas noites ébrias da boemia
e por lá abandonou sonhos e emoção...

Ah meu poeta! Que triste sina a sua!
Descrente de tudo, pela vida meu poeta vaga!

13/05/2009

Um comentário:

Anônimo disse...

Obrigada pela postagem Marildinha, beijusssssss Anna Peralva