quarta-feira, 25 de novembro de 2009

DOCES MOMENTOS
Caio Amaral

Voce é meiga, doce e adorável!
É como se um brisa de suave frescor
Resvalasse minha face de forma agradável
Trazendo mil mensagens de carinho e de amor

Adoça minha existência e refrigera o meu viver
É parte do meu ser que em minha alma acaricia
Trouxe-me todo o encanto e a graça de viver
Premiou minha vida com muito prazer e alegria

É melodia que invade o meu pensamento
Chega e se aloja no centro do meu coração
É estrela guia que reluz no meu firmamento

É lembrança que estará em constante enternecer
Estarei sempre a recordar das nossas noites de amor
Doces e mágicos momentos que nunca hei de esquecer

Um comentário:

Anônimo disse...

Belo poeta! São esses doces momentos que alegram nosso coração e nos fazem continuar sonhando. Beijus Anna Peralva