domingo, 29 de novembro de 2009


A LUA E AS AMIGAS

Choveu
E a lua cheia brotou tão clara
como uma lêda Yara,uma fada Fanny,
uma Meg, uma Nancy....
E a visão de coisa rara era a cara da Lili...
Emergiu das nuvens alvas
qual alma da Anna Peralva, da Penhah
Rose , Rivkah, Marluí...
Lança seus raios à vida, quer da Nídia,
quer da Lygia, e longe alcança a Guida
e a Martita,com seu riso de carmim.
Faz caminhada no céu, como a Cill, faz
por aqui.
Sonha a ventura do encontro: Sollua esse
mito, que é um rito para a Shir.
E as nuvens cor Delasnieves,
vagam num Cel todo azul,
desvanecem ao olhar da Vania,
a quem a Tilia garante:
-Era bela, quando, junto com a Wilma, eu vi.
Foi deleite da Arneide, com sua
voz de colibri, cantar enquanto ela deslise
para a Marise e a Denise, assistir.
Mesmo não sendo tão leiga,
a Zuleika também fez questão de vir.
Porque a noite não se repete
Drica chegou depois da Margaret
a ver a lua daqui !
Então à Marilda
que dessa lua tão linda,
fizesse um tube para mim.
E foi assim que
a Lua virou a musa do Clube!

Eme Paiva
19.05.08

2 comentários:

Anônimo disse...

Emezita!!! Vc como uma fada brinca com as palavras e num repente, a poesia nasce, linda e encantadora! Beijus Anna Peralva

www.arte.poesia.nom.br disse...

Eu deixei um comentário. Será se não entrou?
Façamos um teste.
Cida valadares.