segunda-feira, 19 de abril de 2010


Impossível!
Marilda Diório (OlhosDe£in¢e)

No corredor longo da saudade,
é impossível não rever as imagens
de um amor de longos anos,
sintonizado na esperança,
nos sonhos e no orvalho da felicidade.

Tento adormecer as lembranças
de seus carinhos,
de seus sorrisos,
de seus olhares convidativos,
preâmbulos de nossos desejos.

É impossível esquecer!
Vivo na sombra desse amor,
relembrando cada gesto, cada beijo,
cada abraço, cada ato de amor
na penumbra romântica
de nosso ninho encantado.

Olhe-me sempre, sempre!
A cada céu estrelado procuro por você,
na esperança de que seja
aquela estrela de brilho intenso,
piscando-me com o sorriso do amor!

É impossível esquecer o nosso amor!
Espere-me para acolher-me com ternura
em seus braços, quando Deus assim o permitir!

Espere-me...
Fazenda Santa Rita, 24 de dezembro de 2008,
às 2h10min.

Um comentário:

Anônimo disse...

Comovente querida! Quando o amor é escrito pelas luzes di infinito, impossível de se esquecer...Beijus Anna Peralva