quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

Recados Para Orkut

imagem de br.orkutnow.com


No Brilho Solitário de Uma Taça

Luiz Poeta ( sbacem - RJ ) - Luiz Gilberto de Barros
Às 10 h e 6 min do dia 16 de dezembro de 2005 do Rio de Janeiro
Sob inspiração de uma das lindíssimas formatações de Anna Paes.

A marca de batom ficou na taça...
O gosto do vinho, na minha boca...
O tua ausência vem e me abraça
Eu tento te falar... a voz é rouca...

Percebo, então que só o teu retrato
Me olha e me sorri estranhamente...
Estou sozinho e triste, este é o fato
Que habita o meu silêncio... intransigente.

O vinho que deixaste me provoca,
Chorando, beijo a parte que tocaste,
Porém não é teu lábio que me toca
E sim parte da taça que beijaste...

Degusto a solidão, finjo beijar-te.
A lágrima desfaz-se em vinho tinto,
A dor, como um pintor transforma em arte
O amor tão sonhador... que ainda te sinto.

Então, no abandono que se instala,
Percebo a solidão de duas taças
Vazias... como um grito que se cala
No instante em que uma história... se estilhaça.

Um comentário:

Anônimo disse...

Grande Poeta Luiz, falar de suas poesias é dar nó em pingo d'água... Todas perfeitas! Parabéns! Beijus Anna Peralva