1 de dez de 2009


NO SILÊNCIO DA MADRUGADA...
Itana Goulart


Foram insones madrugadas,
sem podermos nos tocar...
Palavras de amor trocadas,sussuradas
sem o toque das tuas mãos ...

Nos lábios amorfos e sem calor,
ansiosos para os desejos matar...
Na fria tela nos olhavámos e ficavamos,
no silencio da noite a nos amar...

Tentando aplacar os anseios,
e não controlando o tesão...
Nos possuiámos nos olhando,
usando a imaginação...

Na nossa nudez sem pudores
propria dos grandes amores...
na vertente dos desejos
do nosso amor que virtual...
nos entregávamos afinal...

Não mais podendo conter
o amor e a emoção...
Nossos copos se juntaram
num instante sem igual...
unimos o amor e a paixão...

...Do virtual ao real...

Perfume de Mulher™
RJ,10/10/2009

Um comentário:

Anônimo disse...

Ah o amor, este sentimento misterioso que completa o ser, sem ele a vida não é nada, parabéns Itana! Beijus Anna Peralva