27 de dez de 2009


POESIA BROTADA DE TI ...
Tania Renato


Algumas vezes eu disse:
Sou poesia! Eu me enganei!
Eu sou apenas poeta
com olhos de ver poesia
pois tenho olhos de amor.

O amor que há em mim se espalha,
sai derramado pelos olhos,
nos sorrisos, nas palavras,
vai contaminando tudo
e tudo vira poesia.

Sim, são olhos de poeta.
Sim, são olhos de amor.
O amor que tenho por ti
faz poesia em minha alma,
me faz poetar sem sentir,
me faz escrever poemas
que brotam do amor em si.

Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns querida! Os olhos do amor são os mais bonitos que existe na face da terra pois possuem a magia da cor. Beijus Anna Peralva