10 de dez de 2009

Súplica
Maria Luiza Bonini



Ensina-me a te esquecer
Sozinha tento em vão e não consigo
Preciso aprender a reviver
Sei que jamais estarás comigo
Expulsar meu sentimento
Insistente companheiro
Sem querer, meu bem-querer
És a alegria de meus pensamentos

Conte-me o segredo
que guardas em silêncio
Amor sem voz sem rosto
Sequer existe um nome

Ensina-me a te esquecer
E eu te darei em troca
todo o meu amor, em pagamento

21.04.08

2 comentários:

Tere Penhabe disse...

Parabéns Poeta Maria Luiza! Lindo sentimento... lindos versos! E tão fácil de nos identificarmos neles... maravilha! abraços aplausos... Tere

Anônimo disse...

Parabéns Luiza, encontrei-me em seus lindos versos, bela súplica de amor..."Ensina-me a te esquecer",
tão difícil querida, quando a amor cria raizes na alma... Beijus Anna Peralva